WhatsApp Business: conheça todas as funcionalidades da ferramenta

O WhatsApp Business é um aplicativo adotado por diversas empresas que viram na ferramenta mais uma forma de se comunicarem com seus clientes. Além de ser muito fácil de manusear, a sua instalação é prática e está disponível para celulares com sistema Android e IOS. 

Porém, não é só isso que fez deste aplicativo um sucesso no mundo corporativo. As suas funcionalidades facilitaram a comunicação entre empresas e clientes e ajudaram na organização de pedidos. 

Ao longo deste texto, você vai entender:

O que é o WhatsApp Business?

Antes de falarmos sobre o WhatsApp Business precisamos contextualizar sobre o surgimento do aplicativo que deu origem a ele: o WhatsApp.

O WhatsApp foi fundado em 2009, por Jan Koum e Brian Acton, nos Estados Unidos. No início, não existiam as inúmeras funções que existem hoje, como trocar fotos, áudios, arquivos e chamadas de vídeo. No mesmo ano, o aplicativo foi disponibilizado no Brasil, conquistando os brasileiros. Afinal, o app conta com uma base de 120 milhões de usuários no país.

Uma pesquisa feita pela Morning Consult, a pedido do WhatsApp, revelou que 80% dos pequenos negócios já utilizavam o aplicativo para interagir com seus clientes. Com isso, em 2018, aconteceu o lançamento mundial do WhatsApp Business. O objetivo era atender contas comerciais para que se comunicassem com seus clientes.

Para isso, foram criadas diversas funcionalidades como catálogo de produtos, criação de etiquetas, mensagens automáticas e exibir informações importantes sobre o negócio. Com a modernização do app foi possível não somente estreitar o relacionamento com os clientes por meio da comunicação, como também fechar vendas de forma mais rápida e prática. 

4 vantagens do app que beneficiam o seu negócio

O surgimento do WhatsApp Business trouxe inúmeras vantagens para donos de empresas. Ao longo do tempo, muitas atualizações foram feitas com base nas necessidades apontadas pelos usuários, o que torna a ferramenta cada vez mais funcional. Veja alguns benefícios do app!

Com o WhatsApp Business é possível prestar um atendimento mais rápido para os clientes. Normalmente, os usuários entram em contato por meio de um link disponibilizado nas redes sociais ou adicionando o número da empresa nos contatos do celular. 

Na primeira mensagem enviada pelo cliente, o negócio pode utilizar o recurso de “mensagem automática” para dar as boas vindas e iniciar o atendimento. 

É possível organizar os atendimentos por meio de etiquetas. Assim, fica mais fácil prestar um atendimento personalizado para cada pessoa. Um potencial cliente, ou seja, aquele que está bastante interessado em fechar uma compra merece um atenção maior por parte do vendedor. 

Também é possível iniciar e encerrar um atendimento nos casos de pessoas que desejam apenas tirar uma dúvida, por exemplo. 

Com o aplicativo também fica mais fácil para receber feedbacks e também mandar links de pesquisa de satisfação. Essa é uma forma de avaliar o que precisa ser melhorado e o que está dando certo.

O WhatsApp Business permite que você coloque as principais informações sobre o seu negócio, assim como horário de funcionamento. Dessa forma, fica mais fácil para o usuário ter acesso a estas informações de forma mais prática. 

Como funciona o WhatsApp Business

O funcionamento do WhatsApp Business é simples, uma vez que o aplicativo é bem intuitivo. Nele, você tem acesso a uma série de funcionalidades como fornecer dados do negócio, automatizar mensagens, criar etiquetas de atendimento, obter estatísticas, entre outras.

Basta instalar o app no celular e fazer as configurações necessárias no perfil comercial para que o usuário saiba que está conversando com uma empresa. E também facilitar a busca por informações quando o cliente desejar saber qual o horário de funcionamento da loja, por exemplo. 

Um dos recursos mais importantes do aplicativo são as respostas automáticas. Quando o seu negócio estiver em horário de funcionamento, o cliente saberá por meio de uma mensagem automática informando sobre isso. Assim como, quando a empresa estiver fora do horário comercial, o usuário saber que o expediente já foi encerrado por meio de outra mensagem automática. 

Como você pode perceber, o WhatsApp Business é uma ferramenta que facilita tanto a vida do cliente, como a dos gestores. 

10 funcionalidades do WhatsApp Business

Agora que você já sabe como surgiu o WhatsApp Business, as suas vantagens e como o aplicativo funciona, chegou a hora de saber quais as suas funcionalidades e as características de cada uma. 

Canal exclusivo de comunicação

O aplicativo permite uma comunicação variada, com o envio de mensagens escritas, áudios, imagens, vídeos e ligações, e você pode selecionar a melhor opção de acordo com a sua estratégia. Dessa forma, é possível desenvolver um atendimento exclusivo e de maneira centralizada, o que vai facilitar a organização dos contatos.

Centralização de informações importantes

Uma forma de centralizar as informações do seu negócio é colocando o WhatsApp Business como canal oficial de comunicação com os clientes. Dentro do app, o usuário encontrará diversas informações que precisa, como procurar produtos no catálogo, saber a localização do seu negócio, os prazos de entrega, etc.

Perfil comercial

Quando você tem uma conta de negócios no WhatsApp, é possível incluir informações como o seu site, e-mail, endereço, sobre o seu negócio, horário de funcionamento, formas de pagamento, entre outros. Tudo isso já fica visível para o cliente quando ele adiciona seu contato ou é direcionado para uma conversa com a sua empresa.

Mensagens automáticas

Outro dos grandes benefícios do WhatsApp Business, é a possibilidade de criar mensagens automáticas. Você pode utilizá-las para dar as boas vindas, informar uma ausência ou o horário de atendimento. As mensagens automatizadas fornecem ao usuário um norte, porque assim ele fica sabendo como funciona a interação com seu negócio e qual horário ele será atendido. 

Respostas rápidas

O WhatsApp Business permite a criação de modelos de respostas e a associação deles a um atalho. Isso é importante para tornar o atendimento mais humano. 

Link curto

Você pode criar um link que direcione o cliente para uma conversa com você via WhatsApp e colocá-lo em seu site e em suas páginas nas redes sociais. Isso funciona muito melhor do que adicionar apenas o número do WhatsApp, pois faz o usuário ganhar tempo ao conseguir falar com você com apenas um clique.

Análises de estatísticas

O WhatsApp Business tem um menu de estatísticas, que possibilita o acompanhamento de quantas mensagens foram enviadas, entregues, recebidas e lidas. Com esse recurso, os gestores podem avaliar o desempenho da sua comunicação com os clientes e fazer melhorias.

Exibição dos seus produtos

Um dos recursos que também são de grande valor para o negócio é o catálogo, onde você expõe seus produtos ou serviços. Este recurso funciona como uma vitrine virtual, em que você inclui a imagem e o preço dos itens, para que o cliente conheça melhor a sua marca.

Etiquetas para a organização das conversas

Com as etiquetas você pode agrupar os clientes em diferentes categorias, agilizando seu atendimento e proporcionando uma comunicação mais assertiva. Assim, quando for entrar em contato com o cliente, você já saberá como se dirigir a ele, que tipo de conteúdo e abordagem ele deseja e por quais produtos ele se interessa.

WhatsApp Pay

No WhatsApp Pay, já é possível fazer transferências para outras pessoas (PF, Pessoa Física). O WhatsApp estuda um meio de realizar pagamentos para empresas (PJ, Pessoa Jurídica) no futuro. As transferências podem ser realizadas 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O que é WhatsApp Business API e qual a sua diferença para o WhatsApp Business

O WhatsApp Business API é uma versão para empresas de médio e grande porte, que possibilita automatizar o atendimento ao cliente. Além disso, as conversas podem gerar dados e serem inteiramente feitas por chatbots, podendo ser transferidas para atendentes humanos quando necessário. Dessa forma, o atendimento fica inteligente, 24×7.

Conclusão

Não há dúvidas de que o WhatsApp Business é mais do que um canal de comunicação. Também é uma ferramenta que pode ser utilizada para fechar vendas e também fidelizar o cliente. Afinal, quando o consumidor obtém respostas rápidas e consegue solucionar um problema, as chances de voltar a comprar os seus produtos e serviços é bem maior.

Por isso, é importante que o aplicativo seja utilizado da melhor forma, utilizando o máximo de recursos possíveis. Também é essencial utilizar o app com bom senso. Se você fizer uma lista de transmissão para enviar ofertas, por exemplo, tem que saber se aquele usuário deseja receber este tipo de mensagem. 

Utilizar mídias sociais para estreitar o relacionamento com os clientes e potencializar as vendas é uma ótima estratégia de Marketing. Para saber mais sobre o assunto e conhecer uma metodologia que vai levar o seu negócio ao topo no digital, fale com a nossa especialista

Nos siga nas redes sociais,  Instagram, Facebook e LinkedIn para acompanhar outros conteúdos!

Copywriting: como a escrita persuasiva ajuda na conversão

O Copywriting é um estilo de escrita persuasiva utilizada na estratégia de Marketing de Conteúdo para conduzir o leitor a fazer uma ação. Utilizando algumas técnicas é possível conseguir mais conversões utilizando este tipo de escrita em comparação a um texto “normal”.

Porém, se você está pensando que o copywriting é um processo de produção de textos modernos, está enganado. 

O termo copy foi definido em 1828, por Noah Webster e significava “algo original que deve ser imitado na escrita e na impressão”. Com o tempo, essa definição ficou ultrapassada. Os copywriters do século XX, que eram os redatores publicitários, foram fundamentais para que as marcas passassem a lucrar e a ter fama.

Com a popularização da internet e ascensão do Marketing Digital, o copywriting se modernizou e se distanciou da escrita publicitária. 

Neste texto, você vai ver:

Onde são aplicadas as técnicas de copywriting

O copywriting é um tipo de escrita que pode ser aplicada em diversos tipos de conteúdo, como textos para blog, posts em redes sociais, ebooks, e-mails marketing, infográficos, anúncios digitais, entre outros. 

O que vai diferenciar uma copy feita para cada formato de conteúdo é o seu objetivo. Afinal, uma copy feita para um anúncio digital, pode não ser a mesma para um blogpost, por exemplo. Por isso, é preciso fazer textos persuasivos de forma estratégica para que se obtenha os resultados esperados.

Mas qual o intuito de uma copy, independentemente do canal em que será feita? A conversão. 

Para que o usuário faça uma determinada ação, que pode ser assinar uma newsletter, comprar um curso ou baixar um ebook é preciso que a copy tenha técnicas que o leve a fazer o que está sendo proposto. 

É por isso que dizemos que o copywriting é um estilo de texto persuasivo, pois o conteúdo escrito irá envolver o leitor de forma que gere identificação e que o convença a fazer uma ação, que para ele será a solução dos problemas!

Checklist do que uma boa técnica de copy precisa ter

Para ter uma ideia do que significa um copy com técnicas adequadas, vamos fazer um checklist de atributos que um textos de copywriting precisa ter. Confira!

Muita gente confunde persuasão com manipulação. O intuito da copy não é mentir ou enganar o leitor. O que será feito no texto é mostrar ao usuário que você está tentando o ajudar ou resolver algum problema pelo qual ele esteja passando. Para isso, você oferece algo e utiliza bons argumentos para convencer a pessoa. 

Esse tipo de texto não é tão fácil de fazer exatamente por sua particularidade em convencer alguém a fazer uma ação. É preciso que a linguagem seja clara, objetiva, não provoque ruídos ou mal entendidos. 

Essa é uma forma eficaz de mostrar ao leitor que o que você está comunicando a ele tem fundamento. Os números e dados passam credibilidade e são essenciais em uma copy. 

Contar narrativas envolventes, com o uso do storytelling é uma das grandes estratégias do copywriting. Isso porque o texto irá envolver o leitor e despertar nele emoções que vão o levar a fazer a ação proposta.

Para criar uma conexão com o leitor é preciso conhecer o público-alvo. Assim, será mais fácil para oferecer e convencer o usuário de que ele pode resolver um problema ou obter vantagens caso faça a ação proposta na copy. 

Os verbos de ação não podem faltar no copywriting. Como provocar no leitor o sentido de urgência? Ou a sensação de que, se ele não seguir a sua orientação, provavelmente perderá uma oportunidade sem igual?

Para que ele compreenda a mensagem e saiba o que deve ser feito, é indicado na copy tenha verbos no imperativo, principalmente no título, nos intertítulos e na CTA.

Gatilhos Mentais utilizados nas técnicas de copy

Uma técnica que não pode faltar no copywriting é o uso de gatilhos mentais no texto. Ela é tão importante que separamos um tópico especial para ela. Confira quais os principais gatilhos mentais e para que servem cada um deles.

Reciprocidade

A reciprocidade é um gatilho utilizado quando você deseja oferecer algo ao leitor em troca de alguma coisa. Um exemplo é quando você oferece um ebook gratuito e em troca o usuário faz um cadastro, disponibilizando seus dados pessoais antes de baixar o ebook. O objetivo é impactar positivamente o leitor para que ele responda com uma ação positiva.

Prova Social

A prova social consiste em mostrar que outras pessoas estão utilizando, comprando e aprovando o produto ou serviço do seu negócio. Pode ser depoimentos, fotos, vídeos, avaliações. 

Afinidade

De acordo com o princípio da afinidade, as pessoas tendem a concordar e seguir ideias com as quais se identificam. Por isso, o storytelling é fundamental nas copys, porque geram identificação com o leitor. 

Autoridade

A autoridade é um recurso poderoso no copywriting, pois transmite uma ideia de superioridade e conquista o respeito imediato do leitor. Por isso, criar conteúdos tanto no site do seu negócio, como nas redes sociais corporativas é uma forma de demonstrar autoridade. Ministrar cursos na área de atuação da empresa também é uma forma de mostrar que o seu negócio tem expertise.

Compromisso e coerência

O gatilho do compromisso e coerência é o famoso “pratique o que você prega”. A intenção de usar esse gatilho é fazer com que o leitor se comprometa com a solução de seus próprios problemas. Isso torna a compra do produto/serviço uma atitude coerente naquele momento.

Escassez

Este gatilho é utilizado quando você deseja que o usuário faça logo uma ação. Então, pode ser usado quando seu negócio está com ofertas limitadas. O efeito de “últimas unidades” faz com que o usuário tome logo uma atitude.

Urgência

A urgência anda lado a lado com a escassez. Este gatilho é usado para ativar o senso de urgência do usuário, ou seja, se ele não tomar logo uma atitude pode ficar sem o produto, serviço e até perder aquela oferta imperdível.

Conexão

A conexão é o que vai diminuir a distância entre o seu negócio e o leitor. A linguagem utilizada no texto deve gerar aproximação e empatia. Reforçamos aqui, a importância de um bom storytelling para conseguir este efeito.

Especificidade

A especificidade é um gatilho usado para definir muito bem a ação que deverá ser tomada pelo leitor. Para alcançar o objetivo, é preciso usar verbos no afirmativo e utilizar uma linguagem clara.

Exclusividade

O gatilho da exclusividade é acionado quando você consegue destacar seu ponto de vista na imensidão de conteúdo da web.

Você pode até tratar de temas comuns, mas terá que encontrar um recorte único.

Conclusão

Como você pode perceber algo deste texto, o copywriting é uma escrita persuasiva que estimula o leitor a fazer uma determinada ação. Utilizando as técnicas adequadas, as chances de aumentar as conversões e vendas são bem maiores. 

As técnicas de copy podem ser utilizadas em formatos de conteúdos diferentes e meios diversos como emails, blog, anúncios, landing pages, entre outros. 

Aumente as conversões e vendas do seu negócio no ambiente digital! Visite o nosso site e fale com a nossa especialista!

Entenda tudo sobre a metodologia que vai te levar ao topo do mercado digital. Nos siga nas redes sociais,  Instagram, Facebook e LinkedIn para acompanhar outros conteúdos.

Newsletters incríveis: como elas prendem a atenção da audiência do seu negócio

A newsletter é um tipo de email informativo, que podem ser notícias, destaques de um período ou novidades. Elas ajudam a estreitar o relacionamento com o público, mantendo-o informado sobre o que acontece de relevante na sua empresa ou noticiando fatos importantes sobre o segmento. 

As news são enviadas por e-mail e precisam ter uma frequência para que o público acompanhe sempre. Além disso, é importante que tenham visual e linha editorial próprias. 

Como as newsletters são enviadas somente para o público que se inscreveu em formulários com esse objetivo, elas têm uma vantagem grande em relação ao e-mail marketing. Com isso, a news é capaz de alcançar diversos estágios do funil de vendas com o mesmo e-mail, permitindo que os leitores tenham interesse pelas dicas e pelos artigos.

Neste texto, você vai conhecer os tipos de newsletters e as vantagens para o seu negócio investir neste tipo de conteúdo. 

Conheça os tipos de newsletters

Mesmo tendo um objetivo em comum, que é manter o público informado sobre algo, existem diferentes tipos de newsletters. Conheça cada uma delas e as suas particularidades.

Boletins informativos

Esse é um tipo de news tradicional, ou seja, é o mais comum no ambiente corporativo. A intenção é informar e entregar ao usuário informações relevantes sobre o segmento. Ela não tem a finalidade direta de venda. Entretanto, é essencial para aumentar o tráfego, a fidelização, aumentar o engajamento e ajudar na construção de autoridade.

Campanhas promocionais

Esse é o tipo de e-mail que tem o objetivo de avisar aos usuários sobre promoções, ofertas, cupons e oportunidades. O maior propósito é conseguir converter, ou seja, fazer com que o usuário passe para a etapa seguinte da jornada. 

Campanhas sazonais

Esse tipo de newsletter é ideal para ser usado em datas comemorativas para compartilhar ofertas e gerar presença de marca. As pessoas estão acostumadas a receberem presentes e saudações dos entes queridos nessas datas. Por isso, tendem a estar mais receptivas às informações.

5 vantagens para o seu negócio investir em newsletters na estratégia de Marketing

Agora que você já sabe o que é newsletter e quais os tipos, chegou a hora de entender melhor os benefícios de adotá-las na estratégia de Marketing do seu negócio. Acompanhe!

Geralmente, as pessoas recebem newsletters porque fizeram um cadastro para isso. Dessa forma, é importante construir uma news interessante para manter esse público, que deixou claro que tem interesse nos conteúdos do seu negócio, bem informado. Além disso, criar uma lista de emails é importante para enviar outros tipos de conteúdos que podem ser interessantes para estes usuários. 

Sabendo quem são essas pessoas que assinam a newsletter do seu negócio, fica mais fácil para manter um bom relacionamento. Os conteúdos serão mais assertivos para estas pessoas e terão uma aceitação maior por parte dos usuários. 

A newsletter é uma ótima ferramenta para educar o seu público. Por meio de conteúdos, você faz com que as pessoas conheçam melhor o segmento em que o negócio atua e faz com que o usuário conheça mais a fundo o seu produto ou serviço. 

Os consumidores que são entendidos de um determinado assunto valorizam bem mais as compras.

Por meio da news é possível ajudar o público a tomar decisões e ajudá-los com suas oportunidades e problemas. Com informação de qualidade, os usuários ficam mais propensos a abrirem com regularidade os emails enviados pelo seu negócio. 

Além disso, quando os usuários recebem ajuda para sanar suas dúvidas, passam a ter mais confiança no que você diz ou oferece. Vale ressaltar que seu negócio pode passar a ser a primeira opção desses clientes quando desejarem algum produto ou serviço que você também vende.

A newsletter também é uma ótima maneira de alavancar o resultado de vendas juntos às pessoas inscritas. Porém, para notar essa diferença, é necessário analisar os resultados.

Isso porque só é possível perceber que as vendas estão melhorando ao avaliar conversões, taxa de abertura dos emails (em média, por volta de 20%), taxa de cliques na newsletter,  taxa de inscrições canceladas etc.

A partir dessas métricas, é possível analisar se a estratégia está funcionando ou não.

Conclusão

Ao longo deste texto, você viu que as newsletters são conteúdos incríveis para o seu negócio, fortalecer o relacionamento com o público, construir autoridade, aumentar o tráfego para o site e redes e otimizar as vendas. 

Contudo, para se chegar a bons resultados é preciso manter periodicidade, ter um conteúdo, linguagem adequada, um bom design, ter gatilhos mentais e bons CTA’s. 

As news fazem parte de um conjunto de estratégias de Marketing que precisam ser bem definidas e seguir uma metodologia que eleve o seu negócio de nível. 

Visite o nosso site e fale com a nossa especialista para saber como a sua empresa pode se destacar no meio digital, com ótimos resultados. Nos siga nas redes sociais,  Instagram, Facebook e LinkedIn  para acompanhar outros conteúdos!

6 motivos para incorporar o LinkedIn na estratégia de Marketing

O LinkedIn é uma rede social criada em 2003, pelos amigos Reid Hoffman, Allen Blue, Jean-Luc Vaillant, Eric Ly e Konstantin Guericke. A rede tem o intuito de gerar conexões e relacionamentos entre profissionais. Nele, é possível conhecer outros profissionais da sua área de atuação, a atuação de empresas de várias partes do mundo, assim como encontrar e oferecer oportunidades de emprego.

Para empresas, o LinkedIn é um canal de relacionamento e divulgação dos trabalhos desenvolvidos. Dessa forma, a rede se torna um meio propício para que o negócio mostre ao público como são desenvolvidos processos, eventos internos, participação em feiras, prêmios que são recebidos, ou seja, tudo o que envolve o ambiente corporativo.

Para as marcas, estar presente em diferentes redes sociais, hoje, é fundamental e no LinkedIn isso não é diferente. Isso porque é uma forma da empresa se aproximar cada vez mais do seu público e estreitar os laços mostrando os bastidores. 

Neste texto, vamos te mostrar os principais motivos para o seu negócio incorporar o LinkedIn nas estratégias de Marketing e quais conteúdos são os mais adequados para a plataforma.  

Quais conteúdos são apropriados para o LinkedIn?

Enquanto em outras redes sociais, como Facebook e Instagram, as possibilidades de conteúdos são várias, no LinkedIn a abordagem deve ser mais corporativa. Por esse motivo, para que a sua empresa se posicione corretamente no LinkedIn, é preciso criar conteúdos adaptados para a plataforma. 

Alguns conteúdos que devem ser trabalhados nesta rede social são:

Os produtos ou serviços oferecidos pelos negócios também podem ser divulgados, mas não de maneira comercial. Afinal, esta rede não tem essa finalidade. Como dissemos anteriormente, o objetivo do LinkedIn é tornar mais forte a conexão entre profissionais e empresas com seu público. 

6 motivos para incorporar o LinkedIn nas estratégias de Marketing do seu negócio

O LinkedIn é uma rede social com diferenciais, uma vez que possui aspectos importantes e que não são encontrados facilmente em outras mídias. A relevância da plataforma vai além das funcionalidades conhecidas para divulgar experiências profissionais e vagas de emprego. 

Esta rede possui um público bem segmentado e com valor estratégico para os negócios. O LinkedIn permite que as empresas possam construir uma comunicação direta com os profissionais tomadores de decisão. Essa característica é uma vantagem valiosa para empresas B2B.

Se a sua empresa ainda não está no LinkedIn é hora de repensar a sua estratégia de Marketing de Conteúdo. Confira os principais motivos para inserir esta rede na estratégia do seu negócio.

Um mercado que pode ser explorado

O conteúdo na alimentação do LinkedIn recebe cerca de 9 bilhões de impressões por semana, mas apenas 3 milhões de usuários (dos mais de 500 milhões) compartilham  conteúdo semanalmente.

Isso quer dizer que o seu negócio tem muito a explorar na plataforma com a criação de conteúdo e sair na frente em relação aos concorrentes que ainda não enxergam a potencialidade da plataforma.

Conteúdo exclusivo e segmentado

O conteúdo do LinkedIn é mais corporativo. Dessa forma, a linguagem deve ser diferente das outras redes sociais. O ponto positivo disso é que você atinge um público mais segmentado, ou seja, o seu negócio vai se comunicar diretamente com quem se interessa pelo seu conteúdo. 

Bons exemplos de conteúdos são realizações da empresa como trabalhos concluídos, apresentação de um novo produto, eventos, bastidores de um projeto, depoimentos de parceiros, divulgação de vagas e notícias sobre a área.

Fazer negócios B2B e B2C

Por ser uma rede excelente para negócios, a sua empresa pode se conectar com outras e também com o consumidor final. A possibilidade de encontrar seu público-alvo é muito maior. 

Apesar do foco ser a produção de conteúdos corporativos, também é possível divulgar os produtos vendidos pela empresa, como também os serviços oferecidos. Contudo, não de forma comercial, pois o LinkedIn não é uma plataforma de vendas. Mas sim, por meio de provas sociais, por exemplo. 

Podem ser compartilhados cases de sucesso e depoimentos de pessoas que utilizam ou utilizaram seus produtos/serviços.

Trabalhar o engajamento

Ter um perfil empresarial no LinkedIn se torna uma ótima ferramenta para sua marca. Por meio desta rede social é possível fazer networking e com isso, poder ter uma base de leads engajada e segmentada.  

Com postagens regulares, seu produto será promovido de forma mais direcionada, e também irá auxiliar no crescimento do SEO, uma vez que suas páginas estão indexadas no Google e em outras plataformas de busca. 

Analisar o desempenho das publicações

O LinkedIn possui ferramentas para medir e acompanhar as métricas das postagens. Dessa forma, é possível saber quais publicações estão tendo maior alcance e o que pode ser mais explorado a favor do seu negócio. 

Criar e participar de grupos

Ao criar grupos voltados para o ramo de atividade da sua marca, você acaba se tornando autoridade em um produto ou serviço, ou seja, sua empresa será a referência do segmento. Participar de grupos também é importante para troca de experiências e networking.

Conclusão

Como você pode perceber ter um perfil profissional no LinkedIn é importante para construir autoridade no nicho de atuação do seu negócio, estreitar relacionamentos, fazer networking e produzir conteúdos informativos e corporativos para o público-alvo. 

Por meio do LinkedIn, os usuários não só vão conhecer melhor o ambiente corporativo do seu negócio como também vão ter a chance de saber o valor dos seus produtos e serviços. 

Para investir no LinkedIn por meio de uma estratégia que traga resultados, visite o nosso site e fale com a nossa especialista! Conheça uma metodologia que leva a sua empresa ao topo do digital. Nos siga nas redes sociais,  Instagram, Facebook e LinkedIn  para acompanhar outros conteúdos!

 

Gatilhos mentais: aumente as conversões com essa técnica

Os gatilhos mentais são atalhos que utilizamos no dia a dia para tomar decisões. Na área do Marketing, utilizamos os gatilhos na produção de conteúdo para que as pessoas façam alguma ação proposta pelo negócio. 

Esta estratégia é utilizada no copywriting, que é o processo de produção de textos persuasivos (e-mails, sites, blogs, anúncios, infográficos, e-books) para ações com o propósito de gerar conversões e vendas.

Então, para que o usuário faça uma ação como assinar uma newsletter, acessar um ebook, comprar um curso ou se cadastrar em uma landing page, por exemplo, é preciso que nas copys tenham gatilhos mentais que irão ajudar as pessoas a tomarem estas decisões. 

Neste texto, você vai saber:

O que são as copys e qual a importância para as estratégias de marketing

Copywriting é um processo de escrita que surgiu no início do século passado nos EUA, a partir de um método desenvolvido pelo publicitário Claude Hopkins. As copys são os conteúdos criados a partir da técnica de copywriting, ou seja, são os textos em tom persuasivo dos e-mails, landing pages, ebooks, entre outros. 

A técnica de copywriting é muito utilizada nas estratégias de marketing quando o objetivo é captar leads e fechar vendas. Com isso, se um negócio está precisando criar uma base de leads, por exemplo, um dos caminhos é criar um material rico (ebooks, infográficos, planilhas). Dessa forma, o usuário compartilha o seus dados para acessar o material. Com as informações colhidas pelos usuários se forma uma base de leads.

Porém, para que as pessoas tomem essa atitude de baixar um conteúdo rico no site do negócio, é preciso que o texto tenha técnicas de persuasão que estimulem os leitores a tomarem uma ação. Uma dessas técnicas são os gatilhos mentais. 

Os principais gatilhos mentais utilizados em copys

Os gatilhos mentais conseguem influenciar o leitor. Eles provocam sensações e trazem à tona problemas que precisam de soluções. E o seu produto ou serviço é exatamente a solução para as dores do seu público.

Conheça os principais gatilhos mentais utilizados nos textos de copywriting para persuadir o usuário. 

Prova social

Este gatilho mental é muito utilizado em sites e redes sociais. É uma forma de mostrar para as pessoas o quanto a sua empresa é de confiança e que as pessoas que utilizaram seus produtos ou serviços ficaram satisfeitas. 

Também é uma forma de mostrar para o público como se utilizam os seus produtos ou como funciona o serviço que o seu negócio oferece. 

Exemplos: depoimentos e comentários dos clientes, cases de sucesso, avaliações no google meu negócio, fotos e vídeos de clientes utilizando o produto/serviço, chamadas de emails como “Cadastre-se agora em nosso curso e faça parte de mais de 2000 alunos que…”. 

Escassez

O gatilho da escassez trabalha a noção de que, a qualquer momento, o produto ou serviço pode faltar, ativando o senso de urgência do consumidor. Sendo assim, o usuário tende a tomar uma decisão rápida. 

Exemplos: disponibilizar a quantidade restante do produto em estoque, quantidade limitada de vagas para um curso online, vantagem exclusiva somente para os 20 primeiros compradores (desconto especial ou um brinde). 

Urgência

Algumas pessoas podem confundir o gatilho da urgência com o da escassez. Porém, a grande diferença é que a urgência está mais relacionada ao fator tempo, enquanto a escassez está ligada à quantidade.

A tendência do público é procrastinar, ou seja, demorar para tomar uma ação, deixando sempre para depois. Com isso, o objetivo do gatilho da urgência é estimular a pessoa a tomar logo uma decisão. 

Geralmente, este gatilho é utilizado em lançamentos de produtos e serviços que são limitados. 

Exemplos: textos com expressões “só até hoje”, “compre agora”, “sua última chance”.

Autoridade 

A autoridade também é um gatilho que não pode faltar nas estratégias de marketing. É uma forma de mostrar para as pessoas que você é especialista no seu ramo de atuação ou que a sua empresa é referência. 

Para isso, é importante que no seu site e redes sociais tenham informações de você é criador de um curso, livros ou que é palestrante. Também é importante contar a sua trajetória ou história da sua empresa. 

Exemplos: blogs, “nossa história”, “minha trajetória”, tutoriais.

Reciprocidade

Normalmente quando recebemos algo bom, retribuímos de forma positiva. Faz parte do comportamento humano retribuir favores. Dessa forma, o gatilho da reciprocidade é utilizado quando você oferece um conteúdo e em troca recebe dados de contato dos usuários. 

Exemplos: ebook gratuito com várias dicas para ajudar o público que tem uma determinada necessidade, um email com boas indicações de lugares para conhecer, amostra grátis de algum produto ou serviço.

Curiosidade

O gatilho da curiosidade é muito utilizado para atrair de imediato a atenção dos usuários. Por isso, é empregado nos títulos dos conteúdos. Assim, as chances de fazer com que as pessoas leiam o texto é bem maior.

Exemplos: expressões como “descubra como”, “saiba como”, “revelado o poder da”, “segredo para”, entre outros.

Onde  usar gatilhos mentais?

Os gatilhos mentais são utilizados em diversos tipos de conteúdos nas estratégias de marketing. Alguns deles são:

Os anúncios digitais feitos para serem divulgados no google, redes sociais e outras mídias precisam levar em seus conteúdos gatilhos mentais. Assim, os usuários ficam tentados em fazer alguma ação como se inscrever em um curso online, por exemplo.

Na elaboração de textos para vídeos publicitários, também se utilizam gatilhos mentais fortes, como o da escassez e urgência.

Textos para ser publicados em blogs, ebooks ou em sites ainda que sejam conteúdos de topo e meio de funil, é interessante ter alguns gatilhos para que o usuário continue passando pelo funil. 

Os e mails marketing são conteúdos que mais precisam levar gatilhos mentais em sua construção. É importante utilizar técnicas adequadas nos títulos e em todo o seu desenvolvimento para que a pessoa faça uma ação, que pode ser clicar para aproveitar as promoções do site ou ler os melhores conteúdos do blog. 

Erros comuns em copys que não convertem

As copys são textos persuasivos, que despertam o interesse do leitor para que ele faça alguma ação. Por serem conteúdos técnicos, algumas pessoas que não possuem a habilidade necessária podem cometer erros e com isso, prejudicar o desempenho da estratégia de marketing.

Alguns erros comuns cometidos em copys que não convertem são:

É importante ressaltar que os gatilhos mentais são técnicas para ajudar os usuários a tomarem uma decisão. Isso porque o cérebro das pessoas absorve inúmeras informações o tempo todo e pode ser difícil tomar uma decisão rápida. 

Dessa forma, quando são utilizados os gatilhos certos nos conteúdos que chegam para o usuário, fica muito mais fácil da pessoa tomar uma atitude e ficar satisfeita com a ação que tomou. 

Portanto, o objetivo não é obrigar o leitor a comprar uma coisa, fazer um cadastro ou baixar um conteúdo rico. E sim, mostrar os benefícios que estas ações podem trazer para a vida dele. 

Quer saber como as técnicas de copywriting e o uso de gatilhos mentais podem alavancar o seu negócio no meio digital? Visite o nosso site e fale com a nossa especialista! Entenda tudo sobre a metodologia que vai te levar ao topo do mercado digital. Nos siga nas redes sociais, Facebook, Instagram e LinkedIn para acompanhar outros conteúdos!

Entenda como o email marketing aumenta as vendas online

O email marketing é uma estratégia de Marketing que tem o objetivo de estabelecer uma comunicação direta entre empresa e a sua base de contatos, por meio de e-mails. Muitos gestores podem desconfiar que esse tipo de ação realmente seja efetiva. Porém, ela pode ajudar no crescimento das vendas online.

O número de usuários de email ao redor do mundo em 2021 foi de 4,14 bilhões, o que representa um crescimento de 110 milhões de novos usuários na comparação com 2020, de acordo com dados do Statista. Além disso, a previsão para 2025 é que esse número chegue até 4,59 bilhões.

Com um aumento de usuários utilizando e-mails, o que as empresas precisam fazer é investir em campanhas de e-mail marketing que se comuniquem de forma efetiva com o seu público.

Isso deve ser feito por meio de conteúdos, que podem ser informativos, uma oferta especial, um cupom de desconto, notícias relevantes, entre outros. Porém, saber qual conteúdo divulgar vai depender do objetivo do negócio.

Se a empresa deseja aumentar vendas online, pode ser criado um e-mail de boas vindas com um cupom de desconto, por exemplo.

Uma outra forma de fazer o consumidor realizar uma compra é mandando e-mails de carrinho abandonado. Isso porque 29,9% dos emails de itens abandonados tendem a levar o consumidor a resgatar uma compra.

Ao longo deste texto, você vai conhecer as vantagens de utilizar email marketing, os principais tipos de emails e alguns critérios que precisam ser seguidos para trazer bons resultados.

5 vantagens de utilizar e-mail marketing para se comunicar com o público

Se você ainda acha que essa estratégia não é uma boa opção para atingir o público do seu negócio, veja algumas vantagens dos emails marketing.

Gera um grande alcance

Por meio do email marketing você consegue atingir um grande número de pessoas, inclusive aquelas que não tem rede social ou não conhecem a sua marca. Os usuários que desejam recebem os seus emails precisam se cadastrar em uma plataforma (site, landing page) para acompanhar novidades, ofertas, notícias ou receber conteúdos ricos como e-books.

Permite segmentar o envio de mensagens

Com o email marketing é possível construir conteúdos personalizados para perfis de públicos diferentes. Se você tem uma empresa que presta serviços e possui diferentes personas, então os conteúdos dos emails devem ser direcionados para cada grupo separadamente.

Constrói relacionamentos e desperta interesse

Por meio da personalização e de conteúdos que sejam direcionados para cada público, a marca consegue construir relacionamentos e despertar o interesse dos usuários. A chave é apresentar soluções para as dores das pessoas e informá-las sobre temas que sejam de seu interesse.

Permite medir os resultados

Existem softwares que fornecem dados importantes como taxas de abertura, cliques e conversão em tempo real. Dessa forma, fica mais fácil para saber se a estratégia está dando certo e fazer alterações caso seja necessário.

Menor custo e retorno efetivo

Excluído: Em comparação com outras ações de marketing convencionais, o email tem um custo mais baixo e o retorno, geralmente, é efetivo quando bem estruturado. Em pouco tempo já é possível perceber os frutos colhidos pela estratégia!

Conheça alguns tipos de email marketing

Agora que você já sabe as vantagens de investir nessa estratégia, conheça os principais formatos de email marketing que podem ajudar o seu negócio a conseguir bons resultados no digital.

Newsletter quer dizer boletim de notícias, ou seja, é como um periódico que pode ser enviado diariamente, semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente. Esse formato ajuda a manter os usuários informados e mais próximos da marca.

Se no seu site tem um blog, por que não enviar um resumo dos melhores conteúdos para os usuários? Essa é também uma ótima forma de manter o público informado sobre temas que sejam relevantes para eles. Outra vantagem desse formato é que, dessa forma, você leva os usuários a acessarem o blog para ler todo o conteúdo.

Os emails promocionais são os mais comuns e o intuito é promover a venda de produtos e serviços. Por isso, costuma ter uma abordagem mais comercial, com ofertas, preços e descontos, além de links diretos para a página de compra.

Esse tipo de conteúdo podem ser emails de confirmação de cadastro na newsletter, de recebimento de um pedido no e-commerce ou de abandono de carrinho, por exemplo. O objetivo é informar o que realmente interessa ao usuário. Pode ser apenas um texto simples, mas também pode oferecer algum conteúdo ou oferta.

O email marketing também pode ser usado ainda para colher dados em pesquisas. Por isso, podem ser enviadas pesquisas de satisfação para o usuário dar a sua avaliação após uma compra, por exemplo. Além disso, existem pesquisas para entender o mercado ou traçar o perfil da persona.

O que deve ser evitado nos emails marketing

Existem alguns critérios importantes para que os emails marketing sejam bem sucedidos e não sejam motivo de insatisfação por parte do público. Afinal, a ideia é que as pessoas abram e façam alguma ação no email. Confira alguns deles!

  1. Enviar com muita frequência: ninguém gosta de receber muitos emails por dia.
  2. Enviar emails para pessoas que não pediram: comprar lista de emails é um erro muito grave, uma vez que apenas as pessoas que forneceram o seu email para a empresa é que devem receber conteúdos.
  3. Prometer uma coisa e não cumprir: se você prometeu um cupom de desconto para o usuário, por exemplo, então isso deve ser feito. Caso contrário, a pessoa pode se sentir enganada.

Conclusão

Os emails marketing são estratégias que podem oferecer um resultado muito bom para a sua empresa. Porém, para que isso seja efetivo é necessário aplicar técnicas, fazer um planejamento e configurar da maneira certa.

É preciso ressaltar que o texto é uma parte muito importante para que o usuário tenha interesse em fazer uma ação, como clicar no botão que leva ao site e fazer uma compra.

O design também é elemento fundamental para chamar a atenção do público e criar uma conexão. Por isso, é preciso ter boas imagens e utilizar a identidade visual da marca para que as pessoas reconheçam o negócio.

Por fim, ter um link que direcione o usuário a algum lugar é essencial. Pode ser ao site, ebook, vídeo, entre outros.

Se você deseja crescer no mercado digital e investir em email marketing para aumentar as suas vendas online, visite o nosso site e fale com o nosso especialista. Tire todas as suas dúvidas e feche uma parceria de sucesso! Nos siga nas redes sociais, Facebook, LinkedIn e Instagram, para acompanhar outros conteúdos.