Persona x Público-alvo x Cliente Ideal ICP: tudo o que você precisa saber

Saber quem compra de você é essencial para negócios que querem construir estratégias vencedoras de marketing, independente de qual for o seu mercado ou produto, mesmo fora da internet. 

Nesse artigo, você vai encontrar tudo o que precisa saber sobre persona, cliente ideal e público alvo. Além de descobrir se é mesmo necessário para o seu negócio ter os 3 definidos.

Conheça as Diferenças entre Persona x Público-alvo x Cliente Ideal ICP

Persona

No marketing, a persona é uma ferramenta utilizada para projetar um personagem que represente o cliente ideal, seus desejos e necessidades. Ela serve como base para definir a estratégia, escolha do canal, do tipo de comunicação e até o estilo de design do criativo.

Em negócios que estão em operação, esse personagem deve ser o mais próximo possível do cliente ideal. Sendo assim, ele é desenhado a  partir de entrevistas com clientes reais, investigação em redes sociais e grupos e mapeamento dos sentimentos e necessidades dele.  

Com isso, toda a comunicação digital fica mais estratégica e as campanhas de publicidade online mais assertivas. Para os criativos, o design direcionado para a persona gera uma maior identificação com o público e o resultado é o aumento da captação de leads e diminuição do custo de aquisição de novos clientes.

Negócios que estão em estágio inicial podem imaginar suas personas. Sendo assim, é o indicado é criar um ou mais personagens fictícios. Contudo, é preciso levar em consideração os resultados dos indicados de performance. Se for necessário, personas que não apresentam bons resultados devem ser descartadas.

Alguns dados que devem ser levados sobre a persona são: nome, hobbies, idade, hábitos, desafios, desejos, influência, estilo de vida, entre outros.

Para ficar mais claro, veja um exemplo de persona para uma loja de material elétrico.

Sônia, mulher, arquiteta, 32 anos, Rio de Janeiro, solteira, empresária, 15k de salário. Tem problemas com indicação de lojas que trazem problemas a seus clientes e não dão suporte. Deseja uma parceria duradoura com uma loja e que gere renda(comissão) para ela. Ama ser mimada com presentes, adora viajar, acompanha canais de arquitetura italiana e moda Europa. 

A quantidade de personas está ligada ao objetivo de campanha,  tamanho do budget e jornada de compra do seu cliente. Geralmente, se começa com pelo menos duas personas.

Devemos ressaltar que quanto mais personas, maior é a complexidade da campanha, assim como terá um maior o custo e principalmente um nível de maturidade de campanha mais avançado. Isso porque envolve mais criativos, mais conteúdos a serem criados, mais testes e mais indicadores de desempenho. 

É um erro comum querer segmentar demais a campanha com várias personas e acabar diluindo a verba distribuída. Dessa forma, acaba levando um tempo maior de validação e maturação dos indicadores, o que prejudica os resultados.

Público-alvo

O público-alvo é um recorte demográfico e socioeconômico da persona. Ele serve para identificar o tamanho desse grupo de pessoas nas redes sociais e qual o volume de ações, como pesquisas ativas em redes de pesquisa. O público-alvo se trata de um grupo de indivíduos que têm características em comum, possuem a mesma educação, classe social, moram na mesma região e dependendo do seu produto/serviço também possuem o mesmo gênero. 

Dessa forma, nesta caso não se leva em consideração hábitos, gostos, estilo de vida ou outras peculiaridades que não sejam ligadas a características de pessoas que querem seu produto ou serviço.

No público-alvo são trabalhados dados mais amplos e menos segmentados como: região, cargo (principalmente para B2B), formação, interesses, faixa etária e poder aquisitivo.

Confira um exemplo de público alvo para a mesma loja de material elétrico.

Formação ou ocupação: arquitetura.

Idade: 25 a 55 anos.

Gênero: homens e mulheres.

Localidade: O raio de entrega da loja 

Por meio de uma investigação, conseguimos chegar ao tamanho do público encontrado nas redes sociais. No exemplo que citamos, esse público seria de 200 mil pessoas.

Projetando as taxas de conversão (CPM, CPC e CPA) nós conseguimos criar um plano de mídia específico para alcançar esse público na internet e qual o custo dessa campanha. 

É possível planejar apenas pensando em públicos, ou seja, de forma mais ampla. Isso acontece principalmente em serviços ou produtos de necessidade, como aqueles que são comprados por uma dor forte. 

Um exemplo é quando uma pessoa que está com uma lâmpada quebrada e precisa fazer uma troca. Com isso, ela pesquisa por "lâmpadas" no Google e recebe uma oferta de uma loja de material elétrico.

Com isso, é possível perceber que não é preciso saber os hobbies, estilo de vida, idade, nem classe social de uma pessoa para vender tal produto. Contudo, normalmente, são produtos com ticket médio menor e menos valor agregado.

No entanto, é importante ressaltar que quanto mais específico a oferta e maior a conexão da comunicação com a dor do cliente, melhor a percepção de valor e consequentemente maior a lucratividade, retenção e promoção de marca. 

Tendo isso em mente, o ideal é ter a persona bem definida para que a comunicação do negócio seja sempre assertiva e conectada com as dores e desejos dela. Você pode começar sem uma, por meio do público alvo, mas ao passar do tempo você pode identificá-la e assim mapear o seu cliente ideal. 

Cliente Ideal - ICP (Ideal Costumer Person)

O cliente ideal (ICP) é um perfil específico do público-alvo. Nesse caso, existem um conjunto de fatores que identificam as características dos melhores clientes do negócio. São aqueles que compram mais rápido e são mais propensos a buscar um público similar, com maior propensão a compra, maior retenção e promoção da sua marca para outros clientes.

Essa ferramenta é especialmente importante para a qualificação do cliente que vai para a equipe de vendas, pois gera um ranking (lead score) que identifica clientes-oportunidade, construindo assim relações duradouras.

Dentre os fatores para qualificar o ICP estão: nível de engajamento do público com a empresa, frequência de compra da persona, nível de consciência do produto ou serviço, nível de necessidade do produto ou serviço, ticket médio, poder de decisão pela compra.

Na prática, o ICP precisa ser identificado por meio de perguntas chaves, no momento do cadastro do cliente ou na conversão do lead ao baixar conteúdos ricos. No exemplo da loja de material elétrico, o ICP são arquitetas consolidadas no mercado com parceria recorrente, ou seja, ao gerar um conteúdo rico ou cadastrar uma nova cliente arquiteta você pode perguntar o seu cargo na empresa.

Veja um exemplo de formulário.

Qual sua profissão?

Resposta: Arquiteto

Qual seu cargo na empresa?

(  ) CEO Dono (  )  Gerente (  )  Estagiária (  ) Autônomo 

Caso a cliente responda que é arquiteto e CEO ou Gerente, o lead é classificado como oportunidade. Dessa forma, o vendedor consegue ter ele mapeado para uma relação mais estreita. 

Clientes fora do perfil ICP

Caso o perfil esteja muito longe do ICP e o volume de atendimento da loja seja alto, o ideal é o vendedor não entrar em contato com esse cliente, uma vez que não há indicador claro de venda e histórico de venda saudável. Uma solução fácil é ter um contato via mensagem, Whatsapp ou e-mail. Uma outra alternativa é encaminhar para um apoio às vendas, como um pré vendedor.

Em negócios fundamentados em atendimento e vendas, é normal que alguns clientes  consumam muito tempo e negociem tanto que a venda passa a perder a atratividade. Normalmente, são clientes que cancelam mais facilmente ou dão problemas no pós-venda.

Não ter um cliente ICP pode atrair clientes negativos para seu negócio, que se tornarão detratores da sua marca avaliando negativamente sem abrir oportunidade de solução. Isso causa um desgaste até na equipe de vendas, ocupando um tempo que um prospect saudável estaria comprando. 

Como Atrair Clientes ICP?

Uma vez definido o perfil IPC, todas as campanhas e materiais ricos precisam ter a comunicação direta com esse cliente ideal. Por isso, ao contrário da persona que pode ser imaginada, o ideal é que para criar o ICP o negócio tenha um histórico de dados sobre os clientes.

A classificação do ICP não só faz a conversão das campanhas serem maiores, como também ajuda a equipe de vendas. Dessa forma, a assessoria de marketing consegue entregar leads mais qualificados e o vendedor consegue convertê-los com mais rapidez e facilidade.

Conclusão

Se você chegou até o final desse artigo é porque realmente se importa com seu negócio e quer crescer seus resultados. Por isso, pode contar com o nosso time de especialistas.

Acreditamos que com essas dicas, você será capaz de entender a importância de se ter um negócio com essas informações. Temos certeza que após implementado, seus resultados serão muito melhores do que jamais foram. Visite o nosso site e fale com o nosso especialista para implementar uma metodologia que vai levar o seu negócio ao topo!

Siga nossas redes sociais, Instagram, Facebook e LinkedIn, para acompanhar conteúdos voltados para Donos, Gestores, Gerentes de negócios físicos que querem aproveitar a maior ferramenta de vendas do mundo para expandir seus negócios através do digital.

Entenda como o email marketing aumenta as vendas online

O email marketing é uma estratégia de Marketing que tem o objetivo de estabelecer uma comunicação direta entre empresa e a sua base de contatos, por meio de e-mails. Muitos gestores podem desconfiar que esse tipo de ação realmente seja efetiva. Porém, ela pode ajudar no crescimento das vendas online.

O número de usuários de email ao redor do mundo em 2021 foi de 4,14 bilhões, o que representa um crescimento de 110 milhões de novos usuários na comparação com 2020, de acordo com dados do Statista. Além disso, a previsão para 2025 é que esse número chegue até 4,59 bilhões.

Com um aumento de usuários utilizando e-mails, o que as empresas precisam fazer é investir em campanhas de e-mail marketing que se comuniquem de forma efetiva com o seu público. 

Isso deve ser feito por meio de conteúdos, que podem ser informativos, uma oferta especial, um cupom de desconto, notícias relevantes, entre outros. Porém, saber qual conteúdo divulgar vai depender do objetivo do negócio. 

Se a empresa deseja aumentar vendas online, pode ser criado um e-mail de boas vindas com um cupom de desconto, por exemplo. 

Uma outra forma de fazer o consumidor realizar uma compra é mandando e-mails de carrinho abandonado. Isso porque 29,9% dos emails de itens abandonados tendem a levar o consumidor a resgatar uma compra. 

Ao longo deste texto, você vai conhecer as vantagens de utilizar email marketing, os principais tipos de emails e alguns critérios que precisam ser seguidos para trazer bons resultados. 

5 vantagens de utilizar e-mail marketing para se comunicar com o público

Se você ainda acha que essa estratégia não é uma boa opção para atingir o público do seu negócio, veja algumas vantagens dos emails marketing.

Gera um grande alcance

Por meio do email marketing você consegue atingir um grande número de pessoas, inclusive aquelas que não tem rede social ou não conhecem a sua marca. Os usuários que desejam recebem os seus emails precisam se cadastrar em uma plataforma (site, landing page) para acompanhar novidades, ofertas, notícias ou receber conteúdos ricos como e-books. 

Permite segmentar o envio de mensagens

Com o email marketing é possível construir conteúdos personalizados para perfis de públicos diferentes. Se você tem uma empresa que presta serviços e possui diferentes personas, então os conteúdos dos emails devem ser direcionados para cada grupo separadamente.

Constrói relacionamentos e desperta interesse

Por meio da personalização e de conteúdos que sejam direcionados para cada público, a marca consegue construir relacionamentos e despertar o interesse dos usuários. A chave é apresentar soluções para as dores das pessoas e informá-las sobre temas que sejam de seu interesse. 

Permite medir os resultados

Existem softwares que fornecem dados importantes como taxas de abertura, cliques e conversão em tempo real. Dessa forma, fica mais fácil para saber se a estratégia está dando certo e fazer alterações caso seja necessário.

Menor custo e retorno efetivo

Em comparação com outras ações de marketing convencionais, o email tem um custo mais baixo e o retorno, geralmente, é efetivo quando bem estruturado. Em pouco tempo já é possível perceber os frutos colhidos pela estratégia!

Conheça alguns tipos de email marketing

Agora que você já sabe as vantagens de investir nessa estratégia, conheça os principais formatos de email marketing que podem ajudar o seu negócio a conseguir bons resultados no digital.

Newsletter quer dizer boletim de notícias, ou seja, é como um periódico que pode ser enviado diariamente, semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente. Esse formato ajuda a manter os usuários informados e mais próximos da marca.

Se no seu site tem um blog, por que não enviar um resumo dos melhores conteúdos para os usuários? Essa é também uma ótima forma de manter o público informado sobre temas que sejam relevantes para eles. Outra vantagem desse formato é que, dessa forma, você leva os usuários a acessarem o blog para ler todo o conteúdo. 

Os emails promocionais são os mais comuns e o intuito é promover a venda de produtos e serviços. Por isso, costuma ter uma abordagem mais comercial, com ofertas, preços e descontos, além de links diretos para a página de compra.

Esse tipo de conteúdo podem ser emails de confirmação de cadastro na newsletter, de recebimento de um pedido no e-commerce ou de abandono de carrinho, por exemplo. O objetivo é informar o que realmente interessa ao usuário. Pode ser apenas um texto simples, mas também pode oferecer algum conteúdo ou oferta.

O email marketing também pode ser usado ainda para colher dados em pesquisas. Por isso, podem ser enviadas pesquisas de satisfação para o usuário dar a sua avaliação após uma compra, por exemplo. Além disso, existem pesquisas para entender o mercado ou traçar o perfil da persona.

O que deve ser evitado nos emails marketing

Existem alguns critérios importantes para que os emails marketing sejam bem sucedidos e não sejam motivo de insatisfação por parte do público. Afinal, a ideia é que as pessoas abram e façam alguma ação no email. Confira alguns deles!

  1. Enviar com muita frequência: ninguém gosta de receber muitos emails por dia.
  2. Enviar emails para pessoas que não pediram: comprar lista de emails é um erro muito grave, uma vez que apenas as pessoas que forneceram o seu email para a empresa é que devem receber conteúdos.
  3. Prometer uma coisa e não cumprir: se você prometeu um cupom de desconto para o usuário, por exemplo, então isso deve ser feito. Caso contrário, a pessoa pode se sentir enganada. 

Conclusão

Os emails marketing são estratégias que podem oferecer um resultado muito bom para a sua empresa. Porém, para que isso seja efetivo é necessário aplicar técnicas, fazer um planejamento e configurar da maneira certa. 

É preciso ressaltar que o texto é uma parte muito importante para que o usuário tenha interesse em fazer uma ação, como clicar no botão que leva ao site e fazer uma compra. 

O design também é elemento fundamental para chamar a atenção do público e criar uma conexão. Por isso, é preciso ter boas imagens e utilizar a identidade visual da marca para que as pessoas reconheçam o negócio. 

Por fim, ter um link que direcione o usuário a algum lugar é essencial. Pode ser ao site, ebook, vídeo, entre outros. 

Se você deseja crescer no mercado digital e investir em email marketing para aumentar as suas vendas online, visite o nosso site e fale com o nosso especialista. Tire todas as suas dúvidas e feche uma parceria de sucesso! Nos siga nas redes sociais, Facebook, LinkedIn e Instagram, para acompanhar outros conteúdos. 

Tráfego pago: por que o seu negócio online não pode ficar sem?

Navegando pelas redes sociais e outras mídias você já deve ter se deparado com uma espécie de anúncio publicitário. Geralmente, com uma chamada atrativa acompanhada de um botão para que seja feita uma ação (entrar no site, cadastrar, mandar mensagem). Essa é uma estratégia chamada de tráfego pago, muito utilizada no Marketing de Performance.

Ela é importante para empresas que desejam um crescimento mais rápido no número de conversões em uma landing page, por exemplo. Essa estratégia também serve para lançamentos de produtos ou serviços digitais, quando se quer divulgar para um maior número de pessoas que fazem parte do público-alvo da empresa.

Para ter resultados ainda melhores, a combinação tráfego pago e tráfego orgânico é explosiva! Juntos, é possível atrair mais pessoas para o seu site, redes sociais, baixar o seu e-book, se inscrever no seu curso e até mesmo aumentar as vendas no seu e-commerce.

Neste texto, você vai saber um pouco mais sobre o tráfego pago e quais as principais vantagens de investir nesta estratégia. 

5 ferramentas para fazer tráfego pago

Diferente do tráfego orgânico (aquele que você consegue resultado sem investir financeiramente em anúncios), o tráfego pago para dar certo precisa seguir alguns critérios e ser feito em plataformas específicas. Veja algumas delas!

Google Ads

O Google Ads é a plataforma de anúncios do Google. Nela, é possível criar anúncios de Pesquisa, de Display, no YouTube, no Gmail e na Play Store. Quando você entra no Google e faz uma pesquisa, aparecem no topo alguns anúncios relacionados ao que você pesquisou. Isso é possível graças ao tráfego pago. 

Facebook Ads

O Facebook Ads é a plataforma de anúncios do grupo Meta e por meio dela é possível anunciar no próprio Facebook, no Instagram e no Messenger. O ponto positivo dessa ferramenta é a personalização, que ajuda a atingir com mais assertividade as pessoas que fazem parte do público-alvo da empresa. 

Anúncios no YouTube

Apesar de você achar que ninguém gosta de ter os vídeos interrompidos pelos anúncios, devemos ressaltar que esse tipo de mídia paga costuma ter um bom retorno.

Isso porque o vídeo é um dos formatos que mais gera engajamento nas mídias. Se você não tem capital suficiente para anunciar na TV, uma alternativa mais em conta é anunciar no YouTube. 

Instagram Ads

O Instagram Ads veicula anúncios no feed e nos Stories. Esses anúncios podem ser em formato de fotos, vídeos e carrossel com sequências de fotos ou vídeos. Eles podem ser usados para gerar cliques, conversões, instalações de aplicativos e visualizações de vídeos.

O Instagram é uma das redes sociais com maior número de pessoas conectadas. Por isso, o seu anúncio precisa aparecer nessa rede. 

LinkedIn Ads

Para quem tem negócios B2B, anunciar no LinkedIn é uma ótima opção! Nessa rede, também é possível fazer anúncios personalizados e que sejam divulgados para as pessoas do seu público-alvo.

Então, é interessante fazer anúncios nesta plataforma devido à grande chance de fechar negócios e tornar a sua empresa ainda mais conhecida no meio business. 

Conheça as vantagens do tráfego pago

Ainda não está convencido de que precisa investir em tráfego pago? Separamos algumas vantagens dessa estratégia. Confira!

Diferente do tráfego orgânico, em que os resultados aparecem a médio e longo prazo, o tráfego pago proporciona um retorno em menos tempo. Isso porque o anúncio chega ao usuário de forma mais ágil e efetiva, persuadindo a pessoa a fazer uma ação.

A chance de conversão é maior, pois atinge um maior número de pessoas. Com a personalização dos anúncios, a estratégia consegue alcançar os usuários certos que podem ter interesse no seu produto ou serviço. 

Esse ponto é importante porque os usuários tendem a acessar os links que aparecem na primeira página dos motores de busca. Além de ganhar tempo achando de forma mais rápida o que procuram, as pessoas tendem a confiar nos sites que apresentam um bom ranqueamento.

Dessa forma, há maiores chances de mais pessoas acessarem o seu site, por exemplo. 

Mesmo se você tiver um orçamento baixo dá para iniciar com o tráfego, para com o tempo adaptar o budget e investir uma quantia maior. Além disso, é possível programar a campanha para funcionar até o fim do crédito disponível.

Para saber se os resultados estão satisfatórios e fazer possíveis alterações, é preciso acompanhar os dados que são disponibilizados pelas plataformas. Com essas informações, é possível saber se o usuário está aderindo ou não a proposta que a sua empresa está oferecendo. 

Por meio do tráfego pago o alcance da marca aumenta, o que reflete também em maiores chances de prospectar novos clientes. Algumas pessoas vão ter contato com a marca pela primeira vez ao ver o anúncio em uma rede social ou no Google, por exemplo.

A partir disso, os novos usuários tendem a pesquisar mais sobre a empresa e o que ela oferece.

Tipos de anúncios para fazer tráfego pago

Como ressaltamos anteriormente, existem alguns tipos de anúncios que podem ser feitos nas plataformas como Google Ads, Facebook e Instagram Ads, LinkedIn e YouTube. Agora, você vai conhecer um pouco sobre os anúncios que devem ser explorados de acordo com a estratégia de marketing. 

São os anúncios que aparecem quando é realizada uma pesquisa por informações nos mecanismos de buscas, como o Google, por exemplo. Eles aparecem nas primeiras posições.

São anúncios em formato de banners, texto, vídeo, que podem aparecer também em sites parceiros do Google. Neste caso, eles aparecem para usuários que não estão pesquisando e nem fazendo qualquer tipo de busca. 

Se a intenção é promover a marca e torná-la mais conhecida ou se deseja aumentar o tráfego no seu site ou e-commerce, uma ótima opção é investir nos vídeos que aparecem no YouTube. Porém, para que tenha uma boa taxa de conversão é preciso saber construir um storytelling.

As redes são os locais mais procurados pelas empresas para fazer tráfego. Afinal, é onde a maioria dos usuários estão conectados. Por isso, há um grande número de anúncios que são exibidos em formato de foto e vídeo, separadamente ou junto. Porém, as estratégias de divulgação podem variar de uma rede para outra.

  1. Remarketing

Esse tipo de anúncio é voltado para pessoas que demonstraram interesse pelo seu produto ou serviço em algum período. Então, se a intenção é recuperar a atenção de um prospect, esse formato é muito indicado. Pode ser feito por meio de campanhas mobile e vídeos.

Critérios importantes para fazer Tráfego Pago

Agora que você já entendeu o que é tráfego pago, a sua importância e vantagens, bem como quais as ferramentas mais utilizadas e que tipos de anúncios pagos podem ser feitos, chegou a hora de ter em mente alguns critérios importantes para se ter um bom resultado. Confira!

Com todas essas informações, você deve ter percebido que não é tarefa fácil fazer tráfego pago. Para que se tenha resultados satisfatórios e concretos é necessário que esse trabalho seja feito por uma equipe qualificada. Afinal, o seu dinheiro estará sendo investido e nada mais justo do que colher os frutos com o tempo.

Por isso, feche negócio com quem entende do assunto e já tem cases de sucesso quando se trata de Marketing de Performance. Se você deseja crescer no mercado digital, visite o nosso site e fale com o nosso especialista. Tire todas as suas dúvidas e feche uma parceria de sucesso! Nos siga nas redes sociais, Facebook, LinkedIn e Instagram, para acompanhar outros conteúdos. 

Saiba tudo sobre leads e métodos infalíveis para capturá-los

Para quem tem um negócio online ou planeja ter, é fundamental entender o conceito de lead, como capturar leads qualificados e o que fazer quando se tem uma base deles. De uma forma simplificada, o lead é aquela pessoa que está passando na rua, olha a vitrine da sua loja e apresenta o interesse de entrar para ver os produtos. 

No mundo digital, dizemos que os leads são potenciais consumidores. São pessoas que de alguma forma se interessaram por seu produto ou serviço e preencheu um cadastro fornecendo dados pessoais (email, telefone, nome, profissão). Em troca, essa pessoa vai receber um cupom de desconto, uma newsletter, um e-book, acesso a um webinar, uma planilha, entre outros tipos de conteúdos ricos. 

Neste texto, vamos te apresentar alguns métodos infalíveis para capturar leads qualificados para o seu negócio e o que precisa ser feito para nutrir a base de leads. 

5 vantagens de criar uma base de leads qualificados

Antes de tudo, vamos entender o que significa leads qualificados. A qualificação de leads trata-se de um método usado com a finalidade de separar e classificar os contatos que demonstraram interesse no seu negócio ou por algum produto/serviço oferecido pela empresa.

Com os leads qualificados fica mais fácil de compreender em qual etapa do funil de vendas cada um está. Assim, é possível ajudá-los exatamente naquilo que precisam. Afinal, as estratégias que funcionam para um lead que está no fundo do funil podem não ser tão eficazes em relação àqueles que estão no topo, por exemplo.

Algumas das vantagens de criar uma base de leads qualificados e fazer a sua gestão são:

5 métodos infalíveis para gerar leads qualificados

Agora que você já entendeu a importância de leads para o seu negócio e as vantagens de ter uma base, chegou o momento de conhecer alguns métodos poderosos para gerar esses leads tão importantes. Veja!

Produção de artigos

Os artigos otimizados com técnicas de SEO, que fazem com que eles fiquem bem ranqueados no Google, são uma ótima forma de conseguir atrair mais visitantes e gerar leads para o site do seu negócio.

Produção de e-books

São conteúdos mais profundos sobre um determinado assunto. É possível disponibilizá-los gratuitamente para seu público-alvo em troca do contato do usuário, de modo a torná-lo um lead e, posteriormente, um cliente.

Landing Pages

As landing pages ou páginas de captura são utilizadas com a finalidade de recolher dados dos visitantes, por meio de formulários, normalmente em troca das iscas digitais, como e-books, webinars, planilhas, etc.

Infográficos

As pessoas gostam de ter acesso a dados, porque isso as ajuda a tomar uma decisão. Afinal, a análise de números passa mais confiança para quem está buscando informações sobre um determinado assunto. 

CTA ou Chamadas para Ação

Devem ser utilizadas em todos os conteúdos produzidos e compartilhados pela empresa, não importa qual seja o formato do conteúdo. Elas ajudam a persuadir o usuário a tomar uma decisão desejada, como fazer um download ou a compra de um produto. 

Conclusão

Como você viu, saber capturar bons leads e conhecê-los é muito importante para que você consiga nutrí-los, ou seja, ficar mantendo contato e mandar materiais que você saiba que possa interessar a eles. Um exemplo clássico são os e-mail marketing, que podem ser em formato de notícia, avisos de ofertas, informações de eventos, entre outros. 

Para alavancar as suas vendas e melhorar o relacionamento com os seus leads, você precisa de planejamento, boas estratégias, bons conteúdos e um conjunto de técnicas que levam aos melhores resultados.

Entre em contato com a nossa equipe e saiba como dar esse passo! Nos siga nas redes sociais para acompanhar outros conteúdos.

Marketing de Performance: como usar a favor do seu negócio

Marketing de Performance é uma estratégia digital que tem o objetivo de utilizar mídias específicas para obter um retorno mensurável e positivo de cada ação. É como uma publicidade digital, na qual você paga de acordo com a performance do anúncio. Essa estratégia visa otimizar recursos e levar resultados para negócios a curto e médio prazo. 

Algumas das ações do marketing de performance visam gerar tráfego, que podem ser visitas no site, ou blog; gerar leads para obter dados do usuário por meio de formulários online, orçamentos ou cadastros; melhorar as vendas online e aumentar a taxa de recompra. Contudo, para conseguir bons resultados é preciso contar com uma equipe de profissionais especialistas no assunto. 

Neste texto, você vai entender as vantagens do marketing de performance e quais são as principais maneiras de fazer com que o seu negócio atinja os melhores resultados no mercado digital. Assim, terá mais chances de se destacar no segmento de atuação e aumentar a lucratividade da empresa.

Vantagens do marketing de performance para empresas

Independente se o seu negócio é um e-commerce ou se você vende algum tipo de serviço, vai precisar do marketing de performance para otimizar os resultados. Vamos te mostrar 5 vantagens para aplicar essa estratégia na sua empresa.

Obter resultado mensurável

Com o marketing de performance é possível mensurar os resultados das campanhas digitais. Assim, é possível saber o que precisa ser melhorado, quais ações dão mais certo e se o valor que está sendo investido está dando um bom retorno. As plataformas oferecem os dados e a equipe de especialistas os interpreta.

Entender sobre o comportamento do cliente

Por meio dos dados também é possível conhecer sobre os hábitos do consumidor e seus interesses. Dessa forma, fica mais fácil para criar conteúdos que sejam estratégicos e assertivos, como artigos para blogs, e-mails marketing e e-books.

Acompanhar o desempenho em tempo real

É possível monitorar e interromper uma campanha em tempo real. Com isso, se a equipe perceber que o desempenho não está sendo positivo, é possível pausar e fazer os ajustes necessários. Por meio de tentativas, as campanhas são otimizadas para se chegar aos melhores resultados.

Baixo risco de investimento

Muitos empresários podem achar que é arriscado investir dinheiro em campanhas digitais. Porém, podem ser investidos valores mais baixos e com o tempo, aumentar a quantia gradualmente. Assim, não há risco de perder dinheiro com campanhas que não geram resultado. Contudo, é essencial ressaltar a importância de fazer esse trabalho com profissionais especializados. 

Ter campanhas mais precisas

Campanhas focadas em desempenho incorporam táticas de data driven marketing, em que todas as decisões são guiadas por dados. A análise de informações sobre o cliente e o mercado gera insumos para otimizar campanhas e atender cada usuário de forma personalizada.

5 maneiras de fazer o seu negócio decolar com marketing de performance

Agora que você já sabe quais são as vantagens dessa estratégia, vamos te mostrar como o seu negócio pode decolar no mercado digital e alcançar resultados incríveis. Confira! 

Conclusão

Agora ficou mais claro sobre a importância do marketing de performance e porque você deve investir nessa estratégia para que a sua empresa conquiste notoriedade no mercado digital, resultados promissores e conquiste novas oportunidades de negócio.

Se você precisa de ajuda para implementar o marketing de performance, visite o nosso site e faça o seu orçamento. Temos uma equipe disponível para te atender. Nos siga nas redes sociais para acompanhar outros conteúdos.

5 formas de negócios locais venderem pelo Google

O Google é um dos motores de busca mais acessados do mundo. Quando as pessoas têm dúvidas sobre um determinado assunto, quando querem saber como funciona um produto ou quando desejam recomendações sobre uma empresa, elas utilizam o site para fazer pesquisas. É por isso, que o seu negócio precisa ser encontrado facilmente neste buscador.

De acordo com uma pesquisa feita pela consultoria TNS Research International, mais de 80% dos compradores afirmam que pesquisam informações antes de realizar uma compra. Com isso, um bom posicionamento no Google é fundamental para aumentar potencialmente as chances de um usuário realizar uma compra no site do seu negócio.

Neste artigo, você vai entender quais as vantagens de utilizar o Google para acelerar suas vendas, como começar a vender com ajuda da plataforma e as principais maneiras de anunciar no site de busca mais utilizado no mundo.

As principais vantagens de utilizar o Google para vender

O número de empresas que tinham apenas estabelecimentos físicos e passaram a vender online aumentou consideravelmente nos últimos anos, principalmente com a pandemia do coronavírus. A mudança no hábito de compra da população forçou os empresários a investirem na presença digital para aumentarem seus lucros e não ficarem para trás em relação aos seus concorrentes.

Uma das formas de chegar a bons resultados é utilizando o Google para:

Como você pode perceber, há muitas vantagens em utilizar o Google para aumentar as vendas. Contudo, para isso acontecer é preciso um conjunto de ações e estratégias que irão levar ao seu objetivo. 

Como começar HOJE a vender com ajuda do Google

Se você tem o objetivo de entrar para o mercado digital, aumentar as oportunidades de vendas e novos negócios, expandir a sua marca para todo o país e ser uma autoridade no segmento em que a sua empresa atua, veja tudo que precisa ser feito. 

Site otimizado

Ter um site otimizado, ou seja, arquitetado para aparecer nos motores de busca é fundamental para que os usuários conheçam a marca e iniciem a jornada de compra. Caso o seu negócio já exista fisicamente, o site aumenta as chances dos consumidores que conhecem a marca passarem a comprar também online e indicar para outras pessoas.

Anúncios

Os anúncios são essenciais para que o máximo de pessoas interessadas no seu produto conheçam a marca e se tornem possíveis clientes. Os anúncios feitos com boas ofertas, que chamem a atenção dos consumidores tem o poder de aumentar potencialmente as vendas.

Canais de conversão

Os canais de conversão, como Whatsapp ou CRM, ferramenta de vendas para registrar e organizar todos os pontos de um contato que um consumidor tem com o vendedor de uma empresa, também são importantes para potencializar as vendas. 

Redes Sociais

As redes sociais não podem ficar de fora das suas estratégias de vendas no digital. Elas ajudam no relacionamento com o seu público, na construção de autoridade e auxiliam os usuários na jornada de compra. Elas precisam estar presentes no site do seu negócio. 

5 formas de negócios locais venderem por meio de anúncios no Google

Agora que você já sabe a importância de utilizar o Google para fortalecer sua presença no digital e potencializar as vendas, chegou o momento de conhecer os principais tipos de anúncios que ajudam nas vendas. Confira!

  1. Google ads: anúncios que serão exibidos sob a forma de links patrocinados. Assim, é possível atingir as pessoas certas, no momento ideal, ou seja, quando elas já estão fazendo uma busca sobre aquele assunto específico.
  2. Google Meu Negócio: garante aos usuários fácil acesso a dados básicos do seu negócio, tais como localização, horário de funcionamento, telefone e avaliações de outros usuários. Isso permite uma maior exposição no próprio Google e intensifica a integração entre a sua marca e os seus clientes.
  3. Google Shopping: atua como um verdadeiro shopping eletrônico. A diferença dele para outros sites é que ele tem integração direta com o Google, o que gera vantagens como aparição no topo da página, antes mesmo dos links patrocinados.
  4. Anúncios no YouTube: o YouTube é a maior referência atual em vídeos na internet e é, depois do próprio Google, a segunda plataforma de buscas mais acessada do mundo. O segredo é investir em vídeos que tenham um número elevado de visualizações e definir como será a exibição da sua peça.
  5. Google Remarketing: é um produto bastante eficaz, pois atua em torno de pessoas que já visitaram seu website no passado, mas, por algum motivo, não o acessam mais. Com ele, conseguimos oferecer uma segunda oportunidade para que os consumidores retornem à sua loja virtual e comprem.

Por fim, você viu como é possível que negócios locais aumentem potencialmente as vendas com ajuda do Google, o maior site de busca do mundo. Estar presente digitalmente representa um grande avanço para a sua empresa, que alcançará novos consumidores e se fortalecerá como autoridade no ramo de atuação. 

A 4leads está aqui para te ajudar nesse processo. Faça agora um orçamento no nosso site e nos siga nas redes sociais para acompanhar outros conteúdos.