Guia do E-Commerce: segredos para vender mais

Se você está se perguntando como vender mais no seu e-commerce, você não está sozinho. A pandemia de COVID-19 resultou em um aumento nos pedidos para ficar em casa, com uma projeção de mais de US$ 5 trilhões em vendas de comércio eletrônico em 2022. 

Isso também causou um aumento de novos negócios de comércio eletrônico, portanto, é preciso implementar as melhores estratégias de marketing para se destacar da concorrência.

Neste texto, você vai conhecer alguns segredinhos que ajudam nas vendas online. 

8 segredos para vender mais online

Quando se trata de vendas online é preciso criar estratégias específicas para atingir os resultados esperados. Confira alguns dos fatores que são essenciais para aumentar as vendas de um ecommerce.

Conhecer o público-alvo

O primeiro passo para vender em um e-commerce é identificar e conhecer o público-alvo do negócio. Isso ajuda a fornecer produtos e serviços de qualidade que atendam às necessidades do seu cliente, permitindo que se destaque da concorrência. Ele também permite que se desenvolva uma estratégia digital robusta e administre um negócio de comércio eletrônico bem-sucedido.

É preciso conduzir uma pesquisa de mercado primária para coletar informações sobre os tipos de consumidores que o seu negócio atenderá. Usando essas informações, é criada uma persona de comprador para entender os gostos, desgostos e necessidades do cliente-alvo. Com base em suas descobertas, desenvolve-se estratégias inovadoras que ajudam a aumentar as vendas.

Outro ponto importante é realizar relatórios analíticos de vendas para encontrar informações sobre os dados de resultados de vendas do negócio para desenvolver uma estratégia tangível que atraia os clientes para os serviços e produtos e com isso, aumentar a demanda do mercado.

Desenvolver uma experiência ideal para o cliente

Um dos fatores diferenciadores mais significativos na finalização de uma venda é a experiência do cliente. Por esse motivo, é preciso criar uma experiência de compra perfeita em todos os níveis da jornada de compra do cliente. Algumas estratégias eficazes para simplificar a experiência de compra do cliente-alvo são:

Fornecer um excelente atendimento ao cliente

O segredo para obter indicações de clientes, assim como mais consumidores recorrentes e uma excelente reputação para o seu negócio, o que aumenta as vendas de comércio eletrônico, é fornecer serviços de atendimento aos clientes superiores. 

Os clientes em potencial ficam tranquilos quando recebem um atendimento excepcional ou sabem que podem contatá-lo rapidamente para solucionar suas dúvidas, aumentando as chances de comprar de você.

Dessa forma, é preciso garantir que detalhes de contato, incluindo e-mails e números de telefone, estejam funcionais e visíveis no site. É preciso ainda investir em ferramentas automatizadas de atendimento ao cliente, como chatbots personalizados para garantir que seu público receba respostas instantâneas para conversões de vendas 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Coletar provas sociais

Você sabia que nove em cada 10 clientes em potencial leem avaliações online antes de tomar uma decisão de compra? 

Quando um cliente está dividido entre duas marcas diferentes ou ponderando sobre uma compra, geralmente recorrem a outras pessoas que usaram um produto específico antes para obter orientação. Por isso, é fundamental ter avaliações e depoimentos de clientes satisfeitos para atrair um público mais amplo.

A prova social também aumenta a credibilidade da sua empresa e fortalece o envolvimento e a confiança do cliente.

Oferecer ótimas promoções e descontos

A maioria dos compradores on-line costuma priorizar o preço antes de decidir comprar. Então, é preciso considerar a oferta de incentivos, como descontos ou vendas de fim de temporada, para fazer com que os clientes sintam que estão fazendo negócios com suas compras e criem um senso de urgência. 

É preciso motivá-los a agir rapidamente, incluindo prazos ou indicando que suas ofertas são por ordem de chegada. 

Desenvolva uma sólida estratégia de e-mail marketing

O envio de e-mail fornece uma maneira eficaz de atingir o mercado-alvo da sua empresa e reduzir o abandono do carrinho. De acordo com a pesquisa, o marketing por e-mail garante um retorno sobre o investimento de $ 36 para cada dólar investido quando feito da maneira certa.

Por isso, é preciso colocar formulários de inscrição no site da empresa de comércio eletrônico para criar uma lista de e-mail para começar a usar o marketing por e-mail. Quanto mais extensa a lista de e-mails com leads qualificados, maiores as taxas de conversão, vendas e lucros. 

A partir disso, são enviados e-mails personalizados com conteúdo de qualidade que se alinhem com o comportamento e interesse do cliente-alvo. Na ocasião podem ser oferecidos descontos e promoções interessantes, informar os assinantes sobre novos serviços e produtos ou compartilhar dicas, notícias e outras informações valiosas. 

Aproveitar o poder das mídias sociais

Além da pesquisa, a mídia social é um dos principais pontos de descoberta para as marcas. De acordo com um relatório da Forbes, 25% dos usuários de mídia social seguem diferentes páginas de marcas, impactando suas decisões de compra com distintas lojas online e de varejo individuais. Isso oferece um potencial de aumentar as vendas por meio do Facebook, Twitter, Linkedin e Instagram.

Portanto, é essencial construir uma presença sólida na mídia social postando conteúdo de qualidade e envolvente para atrair os clientes à compra. 

Baixe o nosso ebook sobre conteúdo para Instagram: https://materiais.4leads.ag/ebook-guia-do-instagram-para-negocios 

Desenvolver uma estratégia de SEO

Quando o público-alvo procura serviços e produtos na internet, muitas vezes escolhe o primeiro fornecedor que aparece na primeira página dos resultados de busca. Isso significa que seu negócio de comércio eletrônico precisa ser classificado para permitir que clientes em potencial o encontrem, e é aí que entra o SEO.

Incluir SEO na estratégia de marketing significa pesquisar palavras-chave de alto volume e com baixa concorrência para criar conteúdo estelar, assim como é preciso otimizar as listagens para pesquisa baseada em texto e voz e cultivar backlinks para estabelecer autoridade de domínio. 

Isso melhora a visibilidade e a credibilidade do site, resultando em mais tráfego e melhores taxas de conversão. Para obter os resultados esperados é preciso contar com a expertise de uma empresa que entenda sobre o assunto, como a 4leads. 

Ajudando seu e-commerce a vender mais

Ter um e-commerce que venda mais não é impossível! Como você pode perceber, é preciso várias estratégias, tanto na parte de conteúdo, quanto na parte de performance para conseguir ter mais visibilidade, construir autoridade e consequentemente, aumentar as vendas online. 

Nós temos tudo o que você precisa para decolar no ambiente digital. Fale com a nossa equipe de especialistas para conhecer a nossa metodologia e receba um mapa com o que precisa para potencializar os seus resultados. Nos siga nas redes sociais, Facebook, Instagram e LinkedIn para acompanhar outros conteúdos!

Você também pode se interessar por: 4 passos para o seu e-commerce se destacar no digital - 4Leads

Sites de busca: como conseguir um bom ranqueamento no Google

Conseguir um bom ranqueamento em sites de buscas é essencial para negócios que desejam ter mais visibilidade e construir autoridade. O Google, um dos maiores motores de busca, processa mais de 8,5 bilhões de pesquisas por dia, segundo dados de uma pesquisa feita pela Oberlo. 

Mas, o que significa ranquear em sites de busca?

Quando você faz uma pesquisa no Google ou qualquer outro motor de busca, digita uma palavra-chave ou uma frase para tirar uma dúvida, resolver um problema ou encontrar algo. Geralmente, os primeiros links que aparecem são aqueles que você irá acessar para tentar encontrar a informação que precisa. 

Dessa forma, fazer conteúdos que apareçam na primeira página de pesquisa é tão importante, uma vez que o site do seu negócio será encontrado com mais facilidade pelos usuários. 

Para isso, é preciso criar conteúdos de qualidade e com as técnicas de SEO que ajudam no ranqueamento. 

Neste texto, você vai saber quais são as vantagens de ranquear em sites de busca e quais os fatores mais importantes para conquistar as primeiras posições no Google. 

Vantagens de ranquear em sites de busca

Os sites de busca ajudam os internautas a pesquisarem sobre determinado assunto e encontrar as respostas que precisam. O Google, um dos maiores motores de busca, é acessado mais de 3 vezes por dia por 84% dos entrevistados de uma pesquisa feita esse ano pela Oberlo. 

Isso significa que, se o site do seu negócio estiver bem ranqueado, as chances de visitas orgânicas são maiores. Com isso, os usuários iniciam a jornada pelo Funil de Vendas, em que vão ter acesso a conteúdos que correspondam às suas necessidades.  

Conheça outras vantagens de ranquear em sites de busca.

O site da sua empresa tem mais visibilidade quando aparece nas primeiras posições nos mecanismos de busca. Os usuários ao pesquisarem um tema, vão encontrar o site com mais facilidade e poderão fazer outras pesquisas, conhecer a marca e os serviços ou produtos oferecidos pelo seu negócio. Além disso, o ranqueamento orgânico ajuda a ter mais, mais acessos e menos custos.

Quando os artigos do blog são bem feitos e quando são utilizadas as técnicas de SEO, a posição tende a permanecer a mesma por muito tempo. Por isso, toda vez que o usuário fizer uma pesquisa referente a um conteúdo que está no blog do seu negócio, ele poderá acessar a sua página. 

Se a sua página é ranqueada organicamente, os mecanismos de busca mostram para o usuário que o seu conteúdo é relevante para ele. Dessa forma, é possível se manter mais próximo do público. É uma forma de mostrar que os seus conteúdos têm assuntos em comuns com o visitante e pode esclarecer as dúvidas dele. E isso aumenta a credibilidade da marca.

Se o usuário procurar alguma coisa por meio de uma palavra-chave e a sua página aparecer em primeiro lugar, ela vai se manter ali por muito tempo ou até que outro conteúdo mais aprofundado apareça. Isso significa que se o seu negócio apareceu na primeira posição hoje, amanhã ele vai continuar lá. É uma situação que não muda da noite para o dia.

Fatores de rankeamento do Google

Agora que você já sabe todas as vantagens de ranquear, saiba quais são os fatores mais importantes para conquistar as primeiras posições no Google

Page Authority/Pagerank

Pagerank é uma métrica que remonta aos primórdios do Google, dando uma nota de 0 a 10 para a autoridade de uma página sobre uma palavra-chave. A nota, baseada principalmente na qualidade e quantidade de links que a página recebe, deixou de ser pública em 2016. No entanto, o Google ainda usa o Pagerank.

Autoridade do domínio

Assim como no Page Authority, a nota vai de 1 a 100 e quanto maior ela for, mais autoridade do seu domínio. 

Relevância dos links

Quanto mais você for referenciado em outras páginas do universo do seu negócio, mais o Google entenderá que o seu conteúdo é valioso e deve ser apresentado nas primeiras posições.

Conteúdo de qualidade

Conteúdos de qualidade reforçam a sua autoridade de diversas formas. Além de ajudá-lo a conseguir os links citados no item anterior, eles criam uma audiência, já que serão úteis para muita gente. O Google valoriza muito mais um texto bem escrito que algo construído apenas para inserir palavras-chave.

Palavra-chave no título (tag title)

O título da página é um dos elementos mais importantes de SEO on page. Ele não é, necessariamente, o título do artigo. Na verdade, é uma propriedade do código HTML, que você pode ver na aba do navegador ou na página de resultados do Google. A palavra-chave tem que estar ali, de preferência logo no começo.

Palavra-chave no conteúdo

Além de estar no título, a palavra-chave deve aparecer ao longo do texto de forma natural e também nos subtítulos. Assim, fica mais fácil no ranqueamento e na escaneabilidade para quem está lendo.

Tempo de permanência na página

Uma das coisas que o Google sabe é quanto tempo o usuário passa em um site. Nas páginas com conteúdos de qualidade, as pessoas tendem a passar mais tempo e isso é um fator que ajuda no ranqueamento.

Velocidade de carregamento da página

Seu site deve levar, no máximo, 2 segundos para ser carregado. Passou disso, ele começa a ser penalizado pelo Google porque prejudica a experiência do usuário. Dessa forma, é essencial que você se certifique que o site do seu negócio esteja com o tempo de carregamento adequado.

Design responsivo

Sites responsivos são aqueles que, com o mesmo layout e independentemente de dispositivo, se ajustam a qualquer resolução harmonicamente, passando a mesma experiência de leitura ao usuário. Isso ajuda também na velocidade de carregamento.

Otimização de imagens

Os mecanismos de busca não conseguem enxergar uma imagem da mesma forma que o olho humano. Eles identificam apenas pixels, não conseguindo ver com clareza do que se trata casa imagem.

Por isso, é importante sinalizar para o robô sobre o que a imagem se refere e isso pode ser feito através do nome do arquivo, texto alternativo, descrição e legenda. Essa  otimização, além de deixar o conteúdo mais completo para o robô e a página mais acessível aos usuários com deficiência visual, também pode contribuir para um bom posicionamento no Google Imagens.

Usabilidade

De nada adianta você ter um ótimo conteúdo se a usabilidade do seu site for ruim. Como sabemos, o Google sempre considera a experiência do usuário e prioriza sites em que existe uma navegação fluida. Sendo assim, sites com uma navegação difícil e altas taxas de rejeição acabam tendo um desempenho inferior no seu posicionamento.

Certificado SSL

É fundamental que o site do seu negócio tenha o  certificado SSL. O Google já afirmou que utiliza o HTTPS como um critério para classificação do site, fora que devemos concordar que a segurança dos dados e informações deve ser uma prioridade para todos nós.

Conclusão

Se você chegou até aqui é porque tem interesse em aumentar a visibilidade do seu negócio, de forma orgânica e com relevância. Ao longo do texto, você viu como é importante a produção de conteúdo otimizada e de qualidade para conseguir um bom posicionamento nos sites de busca, como o Google.

O Marketing de Conteúdo é uma das estratégias que permitem que o seu negócio cresça no meio digital. É por meio dos blogs e conteúdos ricos, como ebooks, infográficos, planilhas, newsletters, que se constrói autoridade e prepara o lead para avançar nas etapas do Funil de Vendas.

Para usufruir de todas as vantagens que o Marketing de Conteúdo oferece, entre em contato com a nossa equipe de especialistas. Você vai receber um mapa de tudo o que precisa fazer para sair do zero e alcançar o topo do digital! Nos siga nas redes sociais, Instagram, Facebook e LinkedIn para acompanhar outros conteúdos.

Landing page: tudo sobre as páginas de conversão online

A landing page é uma página da web que tem o objetivo de conversão do visitante ao lead, da oportunidade ao cliente. Também é conhecida como página de aterrissagem, captura ou conversão. Ela possui menos elementos do que uma página comum de um site. Isso porque quando um visitante entra nessa página, a intenção é que ele faça uma ação. 

Existem diversos tipos de landing pages, para finalidades diferentes. É possível criar uma landing page para que as pessoas baixem um material rico (ebooks, infográficos, planilhas, templates), como também para quem vai se inscrever em um curso, por exemplo. Ainda existem páginas de conversão para eventos específicos, como a Black Friday. 

Ainda há landing pages de agradecimento, vendas, cancelamento de assinatura, página de produto, entre outros. Então, como você pode perceber, são muitos os tipos de landing page que podem ser feitas quando se tem um negócio online.

A landing page é essencial em uma estratégia de Marketing, pois a partir dela será possível criar uma base de leads, estreitar o relacionamento com o público, enviar conteúdos importantes ou ofertas de produtos/serviços, bem como conhecer o público do negócio. 

Neste texto que a 4leads preparou, você vai saber:

6 motivos para o seu negócio ter páginas de conversão

Imagine que você tem um produto digital ou que o seu negócio irá fazer um importante evento e precisa que as pessoas se cadastrem para participar. Estas são duas situações claras em que é necessário criar uma landing page

No primeiro caso, quando você oferta um produto digital (ainda que seja gratuito), como ebooks, por exemplo, é essencial ter uma landing page para que as pessoas possam fazer um cadastro e disponibilizar alguns de seus dados pessoais. 

Isso é importante para que você consiga fazer uma lista de leads, ou seja, pessoas que podem vir a se tornar clientes. Funciona como uma troca, onde a pessoa para ter acesso ao material terá que disponibilizar os seus dados. 

Já no caso do evento, a ideia é quase a mesma. A pessoa que tem interesse em participar, faz um cadastro onde preenche seus dados. Dessa forma, posteriormente ela pode ser avisada por email de outros eventos que o seu negócio irá fazer.

Veja alguns motivos para o seu negócio ter páginas de captura.

  1. Facilita para que o cliente do seu negócio encontre o produto que procura
  2. Conversa diretamente com sua audiência por meio de um local próprio
  3. Tem custo baixo em relação a divulgação em mídias tradicionais
  4. É uma página temporária e por esse motivo você pode criadas várias, uma para cada necessidade
  5. Em termos de conversão, é uma página mais eficiente do que todas as do seu site juntas
  6. É possível fazer teste A/B, ou seja, mudar pequenos detalhes como cor do botão ou título e avaliar qual opção traz mais resultados

Quais elementos precisa ter em uma página de conversão?

Uma landing page diferente de uma página normal no site, tem poucos elementos. Porém, para realmente conseguir bons resultados (número de conversões, por exemplo) é preciso ter um conteúdo bem escrito, com gatilhos mentais, assim como ter um design atrativo e outras técnicas para estimular a pessoa a fazer determinada ação.

Confira os elementos que precisam ter em uma landing page poderosa!

Oferta

As pessoas não vão acessar uma página sem ter um bom motivo para fazer isso e executar uma ação. É preciso ter uma oferta, produto, serviço, evento, algo para que as pessoas possam disponibilizar suas informações pessoais e usufruir do que está sendo oferecido. Portanto, essa oferta precisa ser atrativa e despertar interesse. 

Usar gatilhos mentais como o de curiosidade, urgência ou escassez no conteúdo é algo indispensável. 

Título

O título deve ser objetivo, claro e atraente. Nele deve conter a informação principal, ou seja, aquilo que está sendo oferecido. É preciso também deixar claro que tipo de material ela vai ter acesso quando preencher o formulário, se é uma newsletter, um ebook, consultoria ou se é apenas uma inscrição para um evento, por exemplo. 

Nesse último caso é importante emitir uma mensagem de confirmação da inscrição, que pode ser por email. 

CTA

Outro elemento que não pode faltar em uma landing page é o Call To Action (CTA) ou chamada para ação. São botões ou textos que convidam a pessoa a realizar uma ação, geralmente, com frases no imperativo, como baixe agora, acesse o conteúdo completo, receba o material, agende sua consultoria, por exemplo. Como você pode perceber, o micro texto deve ser curto e objetivo.

Descrição

Na descrição, o texto deve ser objetivo, falando sobre a oferta e o valor que ela pode gerar para quem acessar. Não é obrigatório para todos os tipos de landing pages, mas é interessante quando se deseja deixar mais claro sobre o que se trata a oferta.

Imagens e vídeos

Os conteúdos visuais, que podem ser imagens e vídeos, são essenciais para chamar a atenção do usuário e também para passar uma mensagem clara sobre o que está sendo ofertado. 

Caso na landing page tenha vídeo, é preciso que seja didático, objetivo e curto para não cansar o usuário. O conteúdo servirá para explicar um pouco mais sobre o que está sendo oferecido e as vantagens para a pessoa. 

Formulário

O formulário é a parte onde o usuário irá colocar os seus dados pessoais. É interessante que seja curto, somente com os espaços onde a pessoa irá colocar o nome, profissão, email e telefone. Também é essencial que tenha um botão no final para que a pessoa envie os dados. 

Para a empresa, essas informações preenchidas são valiosas! Afinal, por meio delas pode ser traçado um perfil do público e ainda continuar estreitando a relação com o lead. 

Quais os principais tipos de landing pages e suas características

Agora que você já sabe o que é landing page, para que serve, as suas vantagens e quais elementos não podem faltar nelas, vai conhecer agora os principais tipos de LP’s. Confira!

O principal objetivo deste tipo de página é capturar leads, ou seja, potenciais clientes. E como fazer isso?

Por meio de conteúdos de valor que são oferecidos gratuitamente para as pessoas. Em troca, elas fornecem alguns de seus dados pessoais, como nome, email e telefone. Com isso, o seu negócio pode utilizar estratégias com essa página para aumentar a lista de emails dos potenciais clientes e melhorar o acompanhamento durante o funil de vendas. 

Portanto, esse tipo de página de conversão pode ser uma ótima alternativa para iniciar um relacionamento com o potencial cliente de uma maneira simples e barata.

A finalidade desse tipo de landing page é incentivar um usuário a conhecer mais sobre um produto ou serviço, ganhar seguidores no Instagram ou aprofundar alguma informação. Nela, o seu negócio pode oferecer um desconto em um produto ou incentivar o usuário a se inscrever em um curso onde ele terá algum tipo de benefício.

O nome já é sugestivo, então é bem fácil de entender a finalidade dessa LP. Nela, serão colocadas informações sobre o evento, tais como dia, horário, local, o que ela pode esperar do evento, quais atividades vão ter, quem estará envolvido, entre outras. 

Uma landing page voltada ao objetivo de vendas deve ser usada para promover uma oferta, sendo que ela é um caminho pelo qual os visitantes são direcionados em seu estágio final do funil de vendas. Dessa forma, essas páginas tem o objetivo de conversão em vendas.

Nela, podem ser incluídas todas as informações que o cliente precisa saber sobre um produto ou serviço específico. É uma forma rápida e fácil de informar aos leads quais os benefícios associados à oferta do seu negócio.

Conclusão

Ao longo desse texto, você viu como as landing pages ou páginas de conversão, como são mais conhecidas, são importantes na produção de conteúdo e em uma estratégia de Marketing. Elas têm o poder de converter leads e dar o primeiro passo para que você mantenha um relacionamento com o público do seu negócio.

A LP é fundamental na criação e divulgação de materiais ricos, como ebooks, e também para divulgar novos produtos/serviços e eventos. Porém, para obter resultados satisfatórios é preciso ter uma página atrativa, com gatilhos mentais e informações relevantes para que o usuário faça uma ação. 

Para conseguir estes e outros benefícios por meio das landing pages, você precisa contar com ajuda de uma equipe especialista no assunto. Conheça a nossa metodologia que leva o seu negócio do zero ao topo do digital! Fale com a nossa especialista e feche uma parceria de sucesso. Nos siga nas redes sociais, Facebook, Instagram e LinkedIn para acompanhar outros conteúdos!

4 passos para o seu e-commerce se destacar no digital

O e-commerce é uma plataforma de vendas online. Por meio dele é possível vender diversos tipos de produtos, seja livros, roupas, eletrônicos, eletrodomésticos, materiais de construção, entre outros. Para negócios que desejam expandir as vendas, ter um e-commerce é muito importante.

Esta modalidade de compras online cresceu 12,59% no primeiro trimestre de 2022, segundo dados do índice MCC-ENET, desenvolvido pela Neotrust | Movimento Compre & Confie, em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital. Outra métrica indicada é a de que 17,5% dos internautas brasileiros realizaram ao menos uma compra online neste mesmo período. 

Os números indicam que o e-commerce continua com força total neste ano. Durante a pandemia, vimos a importância dos negócios estarem presentes no ambiente virtual para não perder vendas. Dessa forma, essa deve continuar sendo uma prioridade para muitos empresários. 

Entenda neste artigo, quais passos são essenciais para o seu e-commerce se destacar no meio digital e até mesmo se tornar um case de sucesso!

4 passos para seu e-commerce se destacar no digital

Quem acha que apenas criar um site e colocar os produtos é o suficiente para fazer o negócio bombar de vendas está enganado. Para o e-commerce realmente ter bons resultados e uma boa margem de lucros é preciso investimento e estratégias bem definidas de Marketing. Confira o que precisa ser feito para ter um bom começo!

Ter um bom site

Ter um bom site é fundamental para garantir uma boa experiência ao usuário. Além de permitir que a pessoa consiga ter acesso a informações de forma rápida e prática, ter os recursos necessários no e-commerce garante a qualidade e confiança no serviço oferecido. 

Por isso, é fundamental que o site tenha controle de estoque, um local para cadastro do cliente, gerenciamento de entregas e pagamentos e certificados de segurança. Além disso, uma boa velocidade de carregamento das páginas e navegação estável são imprescindíveis para manter o usuário mais tempo navegando no e-commerce.

Ter conteúdos otimizados

Se engana quem pensa que um e-commerce só precisa ter produtos e nada mais. Os conteúdos também são parte importante de um site de vendas. É por meio deles que os usuários vão avançar nas etapas do funil de vendas. 

Os conteúdos otimizados, ou seja, com técnicas de SEO são decisivos para que o e-commerce consiga alcançar as primeiras posições nos resultados de busca. Por isso, é fundamental que o site tenha um blog, com textos de qualidade e otimizados para ajudar o usuário durante a jornada. 

Criar um funil de vendas

Entre as principais dicas para e-commerce estão as estratégias para afunilar toda a jornada de vendas. Para isso, é preciso estruturar e organizar as estratégias de Marketing, sempre utilizado o funil como base. 

O funil é dividido em topo, meio e fundo. Para cada uma das etapas é preciso ter conteúdos e estratégia adequados. É desta forma que o usuário poderá efetivar uma compra no site e possivelmente, se tornar um cliente fiel.

Utilizar o Google

O Google é, sem dúvidas, o maior buscador da internet! Milhares de pesquisas por produtos são concentradas nele todos os dias. Pensando nisso, para alcançar um e-commerce de sucesso, você também precisará investir em canais como o Google Shopping e o Google Ads.

O Google Ads é a plataforma de anúncio das campanhas de produtos. Esta ferramenta oferece diferentes opções de campanhas, como os Links Patrocinados que aparecem logo no topo das buscas do Google. É possível aproveitar para gerar tráfego orgânico e tráfego pago por meio do buscador.

Além disso, ela também gera anúncios de forma automática no Google Shopping. Uma das ferramentas do Google que permite a divulgação de seus produtos de forma gratuita na plataforma de vendas.

Conclusão

Ao longo deste texto, você viu que para ter um e-commerce de sucesso não basta apenas criar um site e cadastrar produtos. É preciso ter conteúdos otimizados, uma boa plataforma de hospedagem, ter estratégias de marketing bem definidas, utilizar o Google, entre outros.

Para ter bons resultados o seu negócio precisa contar com a ajuda de quem entende sobre o assunto e tem referência de e-commerce como case de sucesso. 

Visite o nosso site e fale com a nossa especialista para saber como a sua empresa pode ter um site de vendas com todos os atributos necessários para chegar ao topo do digital! Nos siga nas redes sociais, Instagram, Facebook e LinkedIn para acompanhar outros conteúdos.

Experiência do usuário: 4 motivos para investir no seu site

A experiência do usuário se refere a um conjunto de atributos que determinam o nível satisfatório de uma pessoa ao acessar o site de uma empresa ou qualquer outra tecnologia digital da marca. A UX, sigla do termo, também está ligada ao valor gerado pelo conteúdo acessado pelos usuários. 

Imagine que uma pessoa acessou o site da sua empresa, mas teve dificuldades de encontrar uma informação que precisava (métodos de pagamento, por exemplo) ou ela acessou pelo celular, mas o layout estava desconfigurado e prejudicou a navegação. 

Esses são exemplos de situações que prejudicam a experiência do usuário, ou seja, o sentimento gerado na pessoa será de desconforto e descontentamento por não conseguir executar a ação que desejava. 

Preparamos esse conteúdo para você entender melhor a importância da UX para sites corporativos. Além disso, vamos te mostrar os principais motivos para que a experiência do usuário seja uma das prioridades no site do seu negócio.

Conheça os elementos da Experiência do Usuário (UX)

Existem alguns elementos que devem ser levados em consideração para que o usuário tenha uma boa experiência. Com isso, um site precisa ser: útil, utilizável, desejável, acessível, confiável, localizável e valioso.

Contudo, para aplicar corretamente estes elementos é preciso conhecer as necessidades e prioridades do público da empresa. Por isso, é tão importante que a persona seja estudada antes de traçar estratégias de marketing, inclusive, criação de site.

Tendo conhecimento sobre o perfil do público é possível criar um site que tenha as funcionalidades que o usuário precisa e também conteúdos de valor para as pessoas que acessarem a página.

4 motivos para investir na experiência do usuário no site do seu negócio 

“Ter uma experiência do usuário realmente boa garante que sua empresa obtenha o retorno sobre seu investimento. Isso garante que todo o dinheiro reservado para o site gera um valor mensurável para o seu negócio.” (Leanne Byrom)

É com essa citação que ressaltamos a importância de não somente ter um site corporativo, mas que ele tenha todos os atributos para que a UX seja a melhor possível a quem for acessá-lo. Veja alguns motivos para investir em experiência do usuário no site da sua empresa.

Interação do usuário com a empresa

A UX possibilita um melhor entendimento dos usuários e como eles interagem com sua empresa. Afinal, com os atributos que um site precisa, fica muito mais fácil para que as pessoas executem ações nele. 

Fidelização do cliente

A experiência do usuário também ajuda a impulsionar a fidelidade dos clientes a longo prazo. O que precisa ser feito é o aperfeiçoamento contínuo da experiência dos produtos e serviços digitais.

Ter uma metodologia sólida

É preciso ainda uma metodologia sólida para projetar o tipo de experiência do usuário que uma marca oferece. Isso se torna mais importante à medida que o número de dispositivos conectados ao site aumenta. Daí, a importância desse trabalho ser feito por uma empresa que entenda do assunto.

Aumento das chances de conversão e vendas

Um site com os elementos de UX ajuda no aumento de conversões de Leads e consequentemente, nas vendas online. Dessa forma, quando se trata de e-commerce a experiência do usuário é um fator que precisa ser levado em consideração na hora da criação do site. 

Conclusão

Como você pode perceber com todas essas informações, não basta criar uma página na WEB e “jogar” informações. É preciso aplicar técnicas, ter uma metodologia e pensar na experiência do usuário. Dessa forma, os sentimentos do público ao acessar o site do negócio será satisfatório.

Isso gera identificação, conexão, possibilita que as pessoas executem ações como fazer um cadastro e até mesmo fazer uma compra. 

Saiba como ter um site que leve em conta a experiência do usuário e ganhe destaque no mercado digital. Visite o nosso site e fale com a nossa especialista! Nos siga nas redes sociais, Instagram, Facebook, LinkedIn, para acompanhar outros conteúdos. 

6 formas de fazer o seu e-commerce se tornar um case de sucesso

A forma que as pessoas estão consumindo tem mudado com a acessibilidade cada vez maior que a internet proporciona e devido às adaptações que a sociedade sofreu no período da pandemia. Por isso, muitos empresários encontraram no e-commerce uma forma de aumentar as vendas e conquistar novos clientes.

O crescimento do e-commerce brasileiro deve se manter em 17% até 2024, arrecadando um faturamento de R$ 69 milhões, segundo dados da Oberlo. Isso significa que ainda há muito a ser explorado e que a opção de compras online só deve crescer ainda mais. Com isso, empresas que possuem somente loja física devem investir no digital e aqueles que já tem uma loja virtual devem fazer melhorias para atender as exigências do consumidor.  

Neste texto, você vai conhecer algumas formas de fazer com que o seu e-commerce tenha um boom nas vendas e se torne um case de sucesso. 

Vantagens de investir em um e-commerce 

Alguns empresários ainda têm suas dúvidas se realmente vale a pena investir em um e-commerce. Por isso, vamos mostrar algumas vantagens de expandir o seu negócio para o ambiente digital. 

6 formas de tornar o seu e-commerce um case de sucesso

O sonho de muitos empresários é que o seu negócio se torne um case de sucesso no mercado digital. Quando uma marca se torna referência no seu segmento de atuação, possui boas avaliações dos compradores, aumenta vertiginosamente as vendas é porque se tornou um case. Para isso, é preciso um conjunto de fatores que devem ser feitos por uma equipe multiprofissional. Confira!

Ter um bom site

É preciso que o seu e-commerce esteja hospedado em uma plataforma que ofereça as funções necessárias para criar um site completo e otimizado (apto a aparecer nos resultados dos motores de busca, como o Google).  Dessa forma, é essencial que o site tenha um bom layout, seja responsivo, tenha uma boa navegabilidade e tenha todas as informações que o consumidor precisa. Os produtos devem ser facilmente encontrados e tenham informações detalhadas.

Ter um blog otimizado

Os blogs são parte fundamental dentro de um site. Isso porque as pessoas estão sempre procurando informações no Google e podem ser levadas ao seu site quando encontram artigos do seu e-commerce durante as pesquisas que fazem. Para que isso aconteça, os textos devem conter algumas técnicas de SEO. 

Oferecer iscas digitais

Uma outra estratégia importante é oferecer conteúdos gratuitos para pessoas que podem vir a se tornar clientes da sua loja virtual. Para isso, é preciso criar e-books ou planilhas que ajudem o consumidor de alguma forma. Em troca, o usuário preenche um cadastro, fornecendo alguns de seus dados pessoais. Assim, você pode continuar se comunicando com ele por meio dos e-mails marketing, por exemplo.

Ter redes sociais atualizadas

Além do site, o consumidor também utiliza as redes sociais para acompanhar ofertas e conteúdos sobre produtos da loja. Dessa forma, é essencial que você mantenha as redes sociais do seu e-commerce atualizadas e crie um relacionamento mais próximo com o consumidor. 

Investir em tráfego pago

As divulgações e anúncios podem ser realizadas por duas ferramentas, sendo elas: o Google Adwords e o Facebook Ads. Sendo assim, a contratação de uma empresa especialista em marketing de performance pode proporcionar diversos benefícios, sendo um deles um maior retorno sobre o investimento (ROI). Assim, você perceberá resultados positivos a partir das estratégias que serão desenvolvidas por uma equipe multiprofissional.

Oferecer um bom atendimento

Um bom atendimento é importante desde o primeiro contato do consumidor com a equipe do e-commerce. Por isso, é essencial ter vendedores capacitados para manter o diálogo com os clientes no ambiente digital. O pós-venda também é fundamental  para que você consiga fidelizar os clientes. O e-mail marketing é uma forma de ajudar nesse relacionamento e fidelização dos clientes.

Como você viu, montar um e-commerce é hoje uma opção excelente para quem deseja aumentar a lucratividade do negócio e ainda se tornar um case de sucesso no seu ramo de atuação. Precisando de ajuda para chegar ao topo? Visite o nosso site e faça o seu orçamento. Temos uma equipe pronta para te atender!

5 formas de negócios locais venderem pelo Google

O Google é um dos motores de busca mais acessados do mundo. Quando as pessoas têm dúvidas sobre um determinado assunto, quando querem saber como funciona um produto ou quando desejam recomendações sobre uma empresa, elas utilizam o site para fazer pesquisas. É por isso, que o seu negócio precisa ser encontrado facilmente neste buscador.

De acordo com uma pesquisa feita pela consultoria TNS Research International, mais de 80% dos compradores afirmam que pesquisam informações antes de realizar uma compra. Com isso, um bom posicionamento no Google é fundamental para aumentar potencialmente as chances de um usuário realizar uma compra no site do seu negócio.

Neste artigo, você vai entender quais as vantagens de utilizar o Google para acelerar suas vendas, como começar a vender com ajuda da plataforma e as principais maneiras de anunciar no site de busca mais utilizado no mundo.

As principais vantagens de utilizar o Google para vender

O número de empresas que tinham apenas estabelecimentos físicos e passaram a vender online aumentou consideravelmente nos últimos anos, principalmente com a pandemia do coronavírus. A mudança no hábito de compra da população forçou os empresários a investirem na presença digital para aumentarem seus lucros e não ficarem para trás em relação aos seus concorrentes.

Uma das formas de chegar a bons resultados é utilizando o Google para:

Como você pode perceber, há muitas vantagens em utilizar o Google para aumentar as vendas. Contudo, para isso acontecer é preciso um conjunto de ações e estratégias que irão levar ao seu objetivo. 

Como começar HOJE a vender com ajuda do Google

Se você tem o objetivo de entrar para o mercado digital, aumentar as oportunidades de vendas e novos negócios, expandir a sua marca para todo o país e ser uma autoridade no segmento em que a sua empresa atua, veja tudo que precisa ser feito. 

Site otimizado

Ter um site otimizado, ou seja, arquitetado para aparecer nos motores de busca é fundamental para que os usuários conheçam a marca e iniciem a jornada de compra. Caso o seu negócio já exista fisicamente, o site aumenta as chances dos consumidores que conhecem a marca passarem a comprar também online e indicar para outras pessoas.

Anúncios

Os anúncios são essenciais para que o máximo de pessoas interessadas no seu produto conheçam a marca e se tornem possíveis clientes. Os anúncios feitos com boas ofertas, que chamem a atenção dos consumidores tem o poder de aumentar potencialmente as vendas.

Canais de conversão

Os canais de conversão, como Whatsapp ou CRM, ferramenta de vendas para registrar e organizar todos os pontos de um contato que um consumidor tem com o vendedor de uma empresa, também são importantes para potencializar as vendas. 

Redes Sociais

As redes sociais não podem ficar de fora das suas estratégias de vendas no digital. Elas ajudam no relacionamento com o seu público, na construção de autoridade e auxiliam os usuários na jornada de compra. Elas precisam estar presentes no site do seu negócio. 

5 formas de negócios locais venderem por meio de anúncios no Google

Agora que você já sabe a importância de utilizar o Google para fortalecer sua presença no digital e potencializar as vendas, chegou o momento de conhecer os principais tipos de anúncios que ajudam nas vendas. Confira!

  1. Google ads: anúncios que serão exibidos sob a forma de links patrocinados. Assim, é possível atingir as pessoas certas, no momento ideal, ou seja, quando elas já estão fazendo uma busca sobre aquele assunto específico.
  2. Google Meu Negócio: garante aos usuários fácil acesso a dados básicos do seu negócio, tais como localização, horário de funcionamento, telefone e avaliações de outros usuários. Isso permite uma maior exposição no próprio Google e intensifica a integração entre a sua marca e os seus clientes.
  3. Google Shopping: atua como um verdadeiro shopping eletrônico. A diferença dele para outros sites é que ele tem integração direta com o Google, o que gera vantagens como aparição no topo da página, antes mesmo dos links patrocinados.
  4. Anúncios no YouTube: o YouTube é a maior referência atual em vídeos na internet e é, depois do próprio Google, a segunda plataforma de buscas mais acessada do mundo. O segredo é investir em vídeos que tenham um número elevado de visualizações e definir como será a exibição da sua peça.
  5. Google Remarketing: é um produto bastante eficaz, pois atua em torno de pessoas que já visitaram seu website no passado, mas, por algum motivo, não o acessam mais. Com ele, conseguimos oferecer uma segunda oportunidade para que os consumidores retornem à sua loja virtual e comprem.

Por fim, você viu como é possível que negócios locais aumentem potencialmente as vendas com ajuda do Google, o maior site de busca do mundo. Estar presente digitalmente representa um grande avanço para a sua empresa, que alcançará novos consumidores e se fortalecerá como autoridade no ramo de atuação. 

A 4leads está aqui para te ajudar nesse processo. Faça agora um orçamento no nosso site e nos siga nas redes sociais para acompanhar outros conteúdos.

6 erros fatais em lojas virtuais que atrapalham as vendas

Uma coisa é certa: não existe fórmula ideal para fazer lojas virtuais bombarem na internet. Porém, há um conjunto de ações que são indispensáveis para evitar erros que afetam o site e derrubam as vendas. Quando fica claro quem é o público que consome os produtos, quando existe um planejamento estratégico e investimento para ter um site de alta performance, os resultados tendem a ser os melhores possíveis.

O consumidor está cada vez mais confiante em fazer suas compras de forma online. Isso porque a pandemia mudou os hábitos de muitas pessoas, que precisaram se render às lojas virtuais. O mito de que comprar pela internet é sempre um risco foi caindo por terra e o número de indivíduos que preferem fazer compras online do que em lojas físicas aumentou. 

Aproveitando esse momento em que a maioria das pessoas no mundo estão cada vez mais conectadas, se tornou indispensável que empresários expandam seus negócios para o mercado digital. Para que essa estratégia dê realmente certo, é necessário criar lojas virtuais que atendam as necessidades do consumidor. 

Neste texto, você vai saber quais são os erros mais cometidos em lojas virtuais que derrubam as vendas.  

Os 6 erros que derrubam as vendas de lojas virtuais

Alguns erros que vamos listar podem parecer óbvios, mas que são comuns e de forma indireta podem atrapalhar nas vendas.  Leia com atenção e conheça aqueles deslizes que devem ser evitados para que uma sua loja virtual cresça e obtenha os melhores resultados. Confira!

Não valorizar as informações dos usuários

Uma forma de colher informações importantes do seu público é por meio de conteúdos ricos, como e-books, cursos, planilhas, webinars, entre outros. O raciocínio é simples: você oferece esses conteúdos para os usuários, que antes de obtê-los, precisam preencher um formulário com alguns dados (nome, idade, profissão, email). Com isso, será possível criar ofertas personalizadas para estas pessoas e informá-las sobre algo importante quando for necessário. 

Usabilidade em segundo plano

É preciso criar um site que seja voltado para a experiência do usuário. Se tratando de loja virtual é fundamental que o consumidor encontre informações importantes com facilidade e consiga finalizar uma compra sem dificuldades. Um exemplo é quando um indivíduo acessa o site de uma loja no celular e não consegue navegar de forma fácil, pode ser que essa pessoa desista de fazer uma compra. 

Domínio pouco explicativo

O indicado é que o domínio seja curto e fácil para memorizar. Isso porque a URL deve ser entendida pelo público, facilite a busca e seja fácil de ranquear nos motores de busca, como o Google. O endereço da página da loja virtual influencia no número de acessos.

Falta de produtos e descrições

Mais do que colocar os produtos no site, é preciso que eles estejam muito bem descritos. É essencial lembrar que o usuário não pode tocar e nem ver de perto o produto. Por isso, para decidir a compra, ele precisa do máximo de informações. Dessa forma, ficará mais fácil na hora de saber se o que está comprando é de fato o que necessita. 

Poucas opções de pagamento

A forma de pagamento é um dos fatores mais incidentes na compra ou desistência dela. Por isso, é preciso ter uma ótima ferramenta de pagamento e oferecer mais de uma opção para o usuário pagar a sua compra. 

Não mostrar os pontos fortes

Use e abuse dos pontos fortes da sua loja, que podem ser certificados de segurança, programa de fidelização e provas sociais. Os usuários que acessam o site e veem esses benefícios, podem criar mais confiança para fazer uma compra. Um site sem atrativos e vantagens para o consumidor tem mais dificuldades de aumentar as vendas. 

Conclusão

Para que uma loja virtual mantenha um bom número de vendas mensalmente e obtenha bons resultados gradativamente é preciso investir em um site que tenha conteúdos relevantes, seja otimizado, tenha um bom designer, seja responsivo e tenha todas as configurações necessárias para que o consumidor consiga navegar com facilidade.

Se você deseja ter uma loja virtual com todos esses atributos e não tenha erros que derrubem as vendas, entre em contato com a nossa equipe. Faça o seu orçamento e entre de vez para o mercado digital. Nos siga nas redes sociais para acompanhar outros conteúdos!

4 fundamentos das lojas virtuais que vendem - Não crie uma antes de ler 

As lojas virtuais são uma ótima opção para negócios que desejam expandir a sua marca e conquistar novos clientes. Afinal, o digital possibilita que você tenha um novo canal de vendas por um custo menor. 

O número de lojas virtuais no Brasil cresceu 40,7% de agosto de 2019 até agosto de 2020, segundo uma pesquisa promovida pelo PayPal. O e-commerce superou a marca de 1,3 milhão de sites, impulsionado pela pandemia que fez com que empreendedores recorressem à internet para continuar vendendo ou gerar novas fontes de renda. A Europa lidera o comércio na internet com oito das 10 posições do topo da lista, de acordo com um estudo feito pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento.

Porém, para ter uma loja virtual que tenha um bom percentual de vendas é preciso planejamento e claro, um site com todos os requisitos necessários para atrair a atenção do consumidor, tirar suas dúvidas e ajudá-lo em sua jornada de compra. 

Neste texto, você vai aprender os fundamentos que todas as lojas virtuais devem ter para aumentar as vendas e quais as principais vantagens de vender por meio de sites. 

Vantagens de vender por meio de sites

A mudança de comportamento do consumidor na hora de fazer as compras fez com que muitos empresários, que não estavam inseridos no mercado digital ou que tinham uma presença fraca, passassem a investir mais na venda online. 

As pessoas estão cada vez mais conectadas e percebem na internet um bom lugar para comprar o que precisam. Afinal, não é preciso enfrentar filas, gastar com deslocamento, existe a possibilidade de reduzir os custos, além de ser mais prático fechar uma compra. 

Veja as vantagens de vender pelos sites.

Sua loja estará aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana, o que é inviável para uma loja física. Por isso, o consumidor pode realizar uma compra no horário que tiver disponibilidade. Dessa forma, há maiores chances de vendas. 

Ao contrário de uma loja física que os consumidores em sua maioria são daquela região, a loja que tem um site tem a possibilidade de vender para pessoas do mundo todo. Com isso, há um aumento do alcance da marca e as chances de fidelizar diferentes tipos de pessoas.

Vender por meio de sites significa diminuir os custos com manutenções. Uma loja online elimina todos os custos associados a uma loja física. Contas de aluguel do ponto comercial e gastos com muitos funcionários, por exemplo. 

Uma das vantagens também é ter um suporte técnico para te ajudar caso o seu site apresente algum problema. Dessa forma, você não irá correr o risco de perder alguma venda, uma vez que o problema será resolvido em pouco tempo. 

4 fundamentos das lojas virtuais que vendem

Para uma loja virtual ser um sucesso de vendas é necessário um conjunto de ações. Antes de tudo, você precisa ter em mente que somente colocar os produtos aleatoriamente dentro do site não vai te ajudar a vender. Por isso, veja os 4 fundamentos principais das lojas virtuais que vendem.

Cadastro de Apresentação de Produtos

No momento de cadastrar os produtos, pense em como a apresentação deles precisa ser clara, objetiva e detalhada. Isso porque as pessoas estão comprando sem ver pessoalmente ou tocar nos produtos. Com isso, o consumidor precisa ter o máximo de informações sobre o que você está vendendo. 

Segurança 

Assim como uma loja física precisa ter segurança, a loja virtual não é diferente. O consumidor precisa ter a garantia que não terá os seus dados vazados e que as informações pessoais que sejam feitas no cadastro ou na compra, estejam bem “guardadas”. Uma falha na segurança pode ser vital para perder clientes e enfrentar até mesmo ações judiciais. 

Atendimento ágil

O atendimento é uma das etapas mais importantes de uma loja virtual. Quando alguém está acessando o site para fazer uma compra, ela espera que possa tirar dúvidas, obter mais informações sobre produtos e até mesmo fazer uma reclamação em algum canal de atendimento. Por isso, lojas que vendem mais são aquelas que dão a atenção que o consumidor merece, de maneira personalizada e ágil. 

Marketing de Conteúdo

Ter conteúdos dentro do site é importante para guiar a pessoa na jornada do consumidor. O público, normalmente, faz pesquisas antes de tomar uma decisão de compra. Por isso, é vital que a loja virtual tenha um blog com conteúdos ricos e valiosos para os usuários. É por meio dos conteúdos que você captura leads, ou seja, contatos de pessoas que podem vir a comprar na loja. Assim, você pode enviar ofertas e informar sobre temas importantes. 

Portanto, você viu ao longo desse texto que ter uma loja virtual é uma alternativa para quem deseja mais autonomia, alcançar um público maior e diversificado, além de ter mais chances de vender muito mais do que ter somente uma loja física. 

Se a sua loja ainda não está no digital você está perdendo um canal importante de vendas. Conte com a gente para desenvolver um plano estratégico que estruture o marketing digital do seu negócio, melhore os seus resultados com vendas online e multiplique seu lucro sem aumentar a estrutura. 

Fale com nosso especialista e receba uma proposta para levar o seu negócio para o próximo nível no digital.

Erros comuns em sites que não vendem

Existem algumas situações pelas quais você já deve ter passado ao entrar em um site, como não encontrar um telefone para contato, falta de informações sobre um produto ou serviço que esteja procurando, falta de preço de produtos ou não ficar bem convencido a comprar. Assim como, deve ter entrado em um site pelo celular e ter sido difícil navegar por ele.

Estes são apenas alguns erros que facilmente podem ser encontrados em sites de negócios na internet. O problema de ter essas falhas é que o consumidor pode deixar de fazer uma compra ou ter uma péssima experiência que não o faça voltar a acessar a página.

Confira os erros mais comuns, e que podem ser evitados, em sites na internet.  

6 erros mais comuns que são encontrados em sites que não vendem

A criação de um site deve ser feita por profissionais que entendam sobre o assunto. Dessa forma, você terá os resultados que espera e não terá prejuízos com o investimento feito. Na internet, é comum encontrar vários erros em sites. Veja alguns deles.

Layout ruim

Já notou como é ruim abrir um site e encontrar tudo desalinhado, com imagens fora do lugar, elementos cortados e cores extravagantes ou que não combinam? Um bom layout é agradável aos olhos dos internautas e facilita o entendimento das informações na página. 

Tipografia variada

Em alguns sites é possível encontrar fontes diferentes, uma para títulos, outra para subtítulos, uma terceira para o corpo do texto. Com isso, o site acaba ficando com variações de estilos o que dificulta a leitura e faz o usuário se cansar e abandonar o site. 

Tamanho da linha e do texto

Esse fator é muito importante em um site e em alguns deles é possível perceber erros no tamanho da fonte e na linha dos textos. Fontes pequenas demais comprometem a leitura e fontes grandes demais também causam desconforto para o usuário. 

Navegabilidade ruim

Não é maravilhoso quando você entra em um site e facilmente encontra o que precisa? Seja uma informação, imagem ou produto? Em alguns sites, esse caminho pode ser difícil e estressante. Isso porque a navegabilidade está ruim, ou seja, o usuário tem dificuldade de encontrar o que precisa com facilidade. 

Não ser responsivo

Hoje em dia, as pessoas acessam muito os sites por meio dos dispositivos móveis, como celular e tablet. Um erro comum em sites para negócios é a falta de responsividade quando a pessoa acessa por esses dispositivos e encontram dificuldade na navegação.  

Ausência do atributo alt nas imagens

Este recurso é usado em imagens para servir como um conteúdo de texto alternativo para quando a imagem, por algum motivo, não abrir no navegador. Além disso, ajuda os leitores de tela a descreverem para pessoas com deficiência visual o que representa a imagem, sendo um bom recurso de acessibilidade. Muitos sites não possuem esse recurso, o que dificulta o acesso a alguns tipos de usuários. 

Conclusão

Não basta criar uma página na web e jogar informações de forma aleatória. Para que o usuário tenha uma boa experiência enquanto navega em um site, é preciso planejamento prévio, textos chamativos, designer impecável e as configurações necessárias para melhorar a navegabilidade. 

Se você não quer ter apenas uma página na web, e sim um site que aumente as vendas, proporcione oportunidades de negócio e facilite a experiência do usuário, entre em contato com a nossa equipe e faça agora um orçamento. Mostraremos a nossa solução e como você pode ter um site novinho em apenas 21 dias.