5 formas de negócios locais venderem pelo Google

O Google é um dos motores de busca mais acessados do mundo. Quando as pessoas têm dúvidas sobre um determinado assunto, quando querem saber como funciona um produto ou quando desejam recomendações sobre uma empresa, elas utilizam o site para fazer pesquisas. É por isso, que o seu negócio precisa ser encontrado facilmente neste buscador.

De acordo com uma pesquisa feita pela consultoria TNS Research International, mais de 80% dos compradores afirmam que pesquisam informações antes de realizar uma compra. Com isso, um bom posicionamento no Google é fundamental para aumentar potencialmente as chances de um usuário realizar uma compra no site do seu negócio.

Neste artigo, você vai entender quais as vantagens de utilizar o Google para acelerar suas vendas, como começar a vender com ajuda da plataforma e as principais maneiras de anunciar no site de busca mais utilizado no mundo.

As principais vantagens de utilizar o Google para vender

O número de empresas que tinham apenas estabelecimentos físicos e passaram a vender online aumentou consideravelmente nos últimos anos, principalmente com a pandemia do coronavírus. A mudança no hábito de compra da população forçou os empresários a investirem na presença digital para aumentarem seus lucros e não ficarem para trás em relação aos seus concorrentes.

Uma das formas de chegar a bons resultados é utilizando o Google para:

Como você pode perceber, há muitas vantagens em utilizar o Google para aumentar as vendas. Contudo, para isso acontecer é preciso um conjunto de ações e estratégias que irão levar ao seu objetivo. 

Como começar HOJE a vender com ajuda do Google

Se você tem o objetivo de entrar para o mercado digital, aumentar as oportunidades de vendas e novos negócios, expandir a sua marca para todo o país e ser uma autoridade no segmento em que a sua empresa atua, veja tudo que precisa ser feito. 

Site otimizado

Ter um site otimizado, ou seja, arquitetado para aparecer nos motores de busca é fundamental para que os usuários conheçam a marca e iniciem a jornada de compra. Caso o seu negócio já exista fisicamente, o site aumenta as chances dos consumidores que conhecem a marca passarem a comprar também online e indicar para outras pessoas.

Anúncios

Os anúncios são essenciais para que o máximo de pessoas interessadas no seu produto conheçam a marca e se tornem possíveis clientes. Os anúncios feitos com boas ofertas, que chamem a atenção dos consumidores tem o poder de aumentar potencialmente as vendas.

Canais de conversão

Os canais de conversão, como Whatsapp ou CRM, ferramenta de vendas para registrar e organizar todos os pontos de um contato que um consumidor tem com o vendedor de uma empresa, também são importantes para potencializar as vendas. 

Redes Sociais

As redes sociais não podem ficar de fora das suas estratégias de vendas no digital. Elas ajudam no relacionamento com o seu público, na construção de autoridade e auxiliam os usuários na jornada de compra. Elas precisam estar presentes no site do seu negócio. 

5 formas de negócios locais venderem por meio de anúncios no Google

Agora que você já sabe a importância de utilizar o Google para fortalecer sua presença no digital e potencializar as vendas, chegou o momento de conhecer os principais tipos de anúncios que ajudam nas vendas. Confira!

  1. Google ads: anúncios que serão exibidos sob a forma de links patrocinados. Assim, é possível atingir as pessoas certas, no momento ideal, ou seja, quando elas já estão fazendo uma busca sobre aquele assunto específico.
  2. Google Meu Negócio: garante aos usuários fácil acesso a dados básicos do seu negócio, tais como localização, horário de funcionamento, telefone e avaliações de outros usuários. Isso permite uma maior exposição no próprio Google e intensifica a integração entre a sua marca e os seus clientes.
  3. Google Shopping: atua como um verdadeiro shopping eletrônico. A diferença dele para outros sites é que ele tem integração direta com o Google, o que gera vantagens como aparição no topo da página, antes mesmo dos links patrocinados.
  4. Anúncios no YouTube: o YouTube é a maior referência atual em vídeos na internet e é, depois do próprio Google, a segunda plataforma de buscas mais acessada do mundo. O segredo é investir em vídeos que tenham um número elevado de visualizações e definir como será a exibição da sua peça.
  5. Google Remarketing: é um produto bastante eficaz, pois atua em torno de pessoas que já visitaram seu website no passado, mas, por algum motivo, não o acessam mais. Com ele, conseguimos oferecer uma segunda oportunidade para que os consumidores retornem à sua loja virtual e comprem.

Por fim, você viu como é possível que negócios locais aumentem potencialmente as vendas com ajuda do Google, o maior site de busca do mundo. Estar presente digitalmente representa um grande avanço para a sua empresa, que alcançará novos consumidores e se fortalecerá como autoridade no ramo de atuação. 

A 4leads está aqui para te ajudar nesse processo. Faça agora um orçamento no nosso site e nos siga nas redes sociais para acompanhar outros conteúdos.

6 erros fatais em lojas virtuais que atrapalham as vendas

Uma coisa é certa: não existe fórmula ideal para fazer lojas virtuais bombarem na internet. Porém, há um conjunto de ações que são indispensáveis para evitar erros que afetam o site e derrubam as vendas. Quando fica claro quem é o público que consome os produtos, quando existe um planejamento estratégico e investimento para ter um site de alta performance, os resultados tendem a ser os melhores possíveis.

O consumidor está cada vez mais confiante em fazer suas compras de forma online. Isso porque a pandemia mudou os hábitos de muitas pessoas, que precisaram se render às lojas virtuais. O mito de que comprar pela internet é sempre um risco foi caindo por terra e o número de indivíduos que preferem fazer compras online do que em lojas físicas aumentou. 

Aproveitando esse momento em que a maioria das pessoas no mundo estão cada vez mais conectadas, se tornou indispensável que empresários expandam seus negócios para o mercado digital. Para que essa estratégia dê realmente certo, é necessário criar lojas virtuais que atendam as necessidades do consumidor. 

Neste texto, você vai saber quais são os erros mais cometidos em lojas virtuais que derrubam as vendas.  

Os 6 erros que derrubam as vendas de lojas virtuais

Alguns erros que vamos listar podem parecer óbvios, mas que são comuns e de forma indireta podem atrapalhar nas vendas.  Leia com atenção e conheça aqueles deslizes que devem ser evitados para que uma sua loja virtual cresça e obtenha os melhores resultados. Confira!

Não valorizar as informações dos usuários

Uma forma de colher informações importantes do seu público é por meio de conteúdos ricos, como e-books, cursos, planilhas, webinars, entre outros. O raciocínio é simples: você oferece esses conteúdos para os usuários, que antes de obtê-los, precisam preencher um formulário com alguns dados (nome, idade, profissão, email). Com isso, será possível criar ofertas personalizadas para estas pessoas e informá-las sobre algo importante quando for necessário. 

Usabilidade em segundo plano

É preciso criar um site que seja voltado para a experiência do usuário. Se tratando de loja virtual é fundamental que o consumidor encontre informações importantes com facilidade e consiga finalizar uma compra sem dificuldades. Um exemplo é quando um indivíduo acessa o site de uma loja no celular e não consegue navegar de forma fácil, pode ser que essa pessoa desista de fazer uma compra. 

Domínio pouco explicativo

O indicado é que o domínio seja curto e fácil para memorizar. Isso porque a URL deve ser entendida pelo público, facilite a busca e seja fácil de ranquear nos motores de busca, como o Google. O endereço da página da loja virtual influencia no número de acessos.

Falta de produtos e descrições

Mais do que colocar os produtos no site, é preciso que eles estejam muito bem descritos. É essencial lembrar que o usuário não pode tocar e nem ver de perto o produto. Por isso, para decidir a compra, ele precisa do máximo de informações. Dessa forma, ficará mais fácil na hora de saber se o que está comprando é de fato o que necessita. 

Poucas opções de pagamento

A forma de pagamento é um dos fatores mais incidentes na compra ou desistência dela. Por isso, é preciso ter uma ótima ferramenta de pagamento e oferecer mais de uma opção para o usuário pagar a sua compra. 

Não mostrar os pontos fortes

Use e abuse dos pontos fortes da sua loja, que podem ser certificados de segurança, programa de fidelização e provas sociais. Os usuários que acessam o site e veem esses benefícios, podem criar mais confiança para fazer uma compra. Um site sem atrativos e vantagens para o consumidor tem mais dificuldades de aumentar as vendas. 

Conclusão

Para que uma loja virtual mantenha um bom número de vendas mensalmente e obtenha bons resultados gradativamente é preciso investir em um site que tenha conteúdos relevantes, seja otimizado, tenha um bom designer, seja responsivo e tenha todas as configurações necessárias para que o consumidor consiga navegar com facilidade.

Se você deseja ter uma loja virtual com todos esses atributos e não tenha erros que derrubem as vendas, entre em contato com a nossa equipe. Faça o seu orçamento e entre de vez para o mercado digital. Nos siga nas redes sociais para acompanhar outros conteúdos!

4 fundamentos das lojas virtuais que vendem - Não crie uma antes de ler 

As lojas virtuais são uma ótima opção para negócios que desejam expandir a sua marca e conquistar novos clientes. Afinal, o digital possibilita que você tenha um novo canal de vendas por um custo menor. 

O número de lojas virtuais no Brasil cresceu 40,7% de agosto de 2019 até agosto de 2020, segundo uma pesquisa promovida pelo PayPal. O e-commerce superou a marca de 1,3 milhão de sites, impulsionado pela pandemia que fez com que empreendedores recorressem à internet para continuar vendendo ou gerar novas fontes de renda. A Europa lidera o comércio na internet com oito das 10 posições do topo da lista, de acordo com um estudo feito pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento.

Porém, para ter uma loja virtual que tenha um bom percentual de vendas é preciso planejamento e claro, um site com todos os requisitos necessários para atrair a atenção do consumidor, tirar suas dúvidas e ajudá-lo em sua jornada de compra. 

Neste texto, você vai aprender os fundamentos que todas as lojas virtuais devem ter para aumentar as vendas e quais as principais vantagens de vender por meio de sites. 

Vantagens de vender por meio de sites

A mudança de comportamento do consumidor na hora de fazer as compras fez com que muitos empresários, que não estavam inseridos no mercado digital ou que tinham uma presença fraca, passassem a investir mais na venda online. 

As pessoas estão cada vez mais conectadas e percebem na internet um bom lugar para comprar o que precisam. Afinal, não é preciso enfrentar filas, gastar com deslocamento, existe a possibilidade de reduzir os custos, além de ser mais prático fechar uma compra. 

Veja as vantagens de vender pelos sites.

Sua loja estará aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana, o que é inviável para uma loja física. Por isso, o consumidor pode realizar uma compra no horário que tiver disponibilidade. Dessa forma, há maiores chances de vendas. 

Ao contrário de uma loja física que os consumidores em sua maioria são daquela região, a loja que tem um site tem a possibilidade de vender para pessoas do mundo todo. Com isso, há um aumento do alcance da marca e as chances de fidelizar diferentes tipos de pessoas.

Vender por meio de sites significa diminuir os custos com manutenções. Uma loja online elimina todos os custos associados a uma loja física. Contas de aluguel do ponto comercial e gastos com muitos funcionários, por exemplo. 

Uma das vantagens também é ter um suporte técnico para te ajudar caso o seu site apresente algum problema. Dessa forma, você não irá correr o risco de perder alguma venda, uma vez que o problema será resolvido em pouco tempo. 

4 fundamentos das lojas virtuais que vendem

Para uma loja virtual ser um sucesso de vendas é necessário um conjunto de ações. Antes de tudo, você precisa ter em mente que somente colocar os produtos aleatoriamente dentro do site não vai te ajudar a vender. Por isso, veja os 4 fundamentos principais das lojas virtuais que vendem.

Cadastro de Apresentação de Produtos

No momento de cadastrar os produtos, pense em como a apresentação deles precisa ser clara, objetiva e detalhada. Isso porque as pessoas estão comprando sem ver pessoalmente ou tocar nos produtos. Com isso, o consumidor precisa ter o máximo de informações sobre o que você está vendendo. 

Segurança 

Assim como uma loja física precisa ter segurança, a loja virtual não é diferente. O consumidor precisa ter a garantia que não terá os seus dados vazados e que as informações pessoais que sejam feitas no cadastro ou na compra, estejam bem “guardadas”. Uma falha na segurança pode ser vital para perder clientes e enfrentar até mesmo ações judiciais. 

Atendimento ágil

O atendimento é uma das etapas mais importantes de uma loja virtual. Quando alguém está acessando o site para fazer uma compra, ela espera que possa tirar dúvidas, obter mais informações sobre produtos e até mesmo fazer uma reclamação em algum canal de atendimento. Por isso, lojas que vendem mais são aquelas que dão a atenção que o consumidor merece, de maneira personalizada e ágil. 

Marketing de Conteúdo

Ter conteúdos dentro do site é importante para guiar a pessoa na jornada do consumidor. O público, normalmente, faz pesquisas antes de tomar uma decisão de compra. Por isso, é vital que a loja virtual tenha um blog com conteúdos ricos e valiosos para os usuários. É por meio dos conteúdos que você captura leads, ou seja, contatos de pessoas que podem vir a comprar na loja. Assim, você pode enviar ofertas e informar sobre temas importantes. 

Portanto, você viu ao longo desse texto que ter uma loja virtual é uma alternativa para quem deseja mais autonomia, alcançar um público maior e diversificado, além de ter mais chances de vender muito mais do que ter somente uma loja física. 

Se a sua loja ainda não está no digital você está perdendo um canal importante de vendas. Conte com a gente para desenvolver um plano estratégico que estruture o marketing digital do seu negócio, melhore os seus resultados com vendas online e multiplique seu lucro sem aumentar a estrutura. 

Fale com nosso especialista e receba uma proposta para levar o seu negócio para o próximo nível no digital.

Erros comuns em sites que não vendem

Existem algumas situações pelas quais você já deve ter passado ao entrar em um site, como não encontrar um telefone para contato, falta de informações sobre um produto ou serviço que esteja procurando, falta de preço de produtos ou não ficar bem convencido a comprar. Assim como, deve ter entrado em um site pelo celular e ter sido difícil navegar por ele.

Estes são apenas alguns erros que facilmente podem ser encontrados em sites de negócios na internet. O problema de ter essas falhas é que o consumidor pode deixar de fazer uma compra ou ter uma péssima experiência que não o faça voltar a acessar a página.

Confira os erros mais comuns, e que podem ser evitados, em sites na internet.  

6 erros mais comuns que são encontrados em sites que não vendem

A criação de um site deve ser feita por profissionais que entendam sobre o assunto. Dessa forma, você terá os resultados que espera e não terá prejuízos com o investimento feito. Na internet, é comum encontrar vários erros em sites. Veja alguns deles.

Layout ruim

Já notou como é ruim abrir um site e encontrar tudo desalinhado, com imagens fora do lugar, elementos cortados e cores extravagantes ou que não combinam? Um bom layout é agradável aos olhos dos internautas e facilita o entendimento das informações na página. 

Tipografia variada

Em alguns sites é possível encontrar fontes diferentes, uma para títulos, outra para subtítulos, uma terceira para o corpo do texto. Com isso, o site acaba ficando com variações de estilos o que dificulta a leitura e faz o usuário se cansar e abandonar o site. 

Tamanho da linha e do texto

Esse fator é muito importante em um site e em alguns deles é possível perceber erros no tamanho da fonte e na linha dos textos. Fontes pequenas demais comprometem a leitura e fontes grandes demais também causam desconforto para o usuário. 

Navegabilidade ruim

Não é maravilhoso quando você entra em um site e facilmente encontra o que precisa? Seja uma informação, imagem ou produto? Em alguns sites, esse caminho pode ser difícil e estressante. Isso porque a navegabilidade está ruim, ou seja, o usuário tem dificuldade de encontrar o que precisa com facilidade. 

Não ser responsivo

Hoje em dia, as pessoas acessam muito os sites por meio dos dispositivos móveis, como celular e tablet. Um erro comum em sites para negócios é a falta de responsividade quando a pessoa acessa por esses dispositivos e encontram dificuldade na navegação.  

Ausência do atributo alt nas imagens

Este recurso é usado em imagens para servir como um conteúdo de texto alternativo para quando a imagem, por algum motivo, não abrir no navegador. Além disso, ajuda os leitores de tela a descreverem para pessoas com deficiência visual o que representa a imagem, sendo um bom recurso de acessibilidade. Muitos sites não possuem esse recurso, o que dificulta o acesso a alguns tipos de usuários. 

Conclusão

Não basta criar uma página na web e jogar informações de forma aleatória. Para que o usuário tenha uma boa experiência enquanto navega em um site, é preciso planejamento prévio, textos chamativos, designer impecável e as configurações necessárias para melhorar a navegabilidade. 

Se você não quer ter apenas uma página na web, e sim um site que aumente as vendas, proporcione oportunidades de negócio e facilite a experiência do usuário, entre em contato com a nossa equipe e faça agora um orçamento. Mostraremos a nossa solução e como você pode ter um site novinho em apenas 21 dias.  

7 motivos para criar um site para o seu negócio

É possível imaginar uma loja física sem vitrine para expor os produtos que estão disponíveis para venda? Assim como, um profissional que trabalha com serviços sem um portfólio para apresentar aos seus possíveis clientes? É difícil imaginar essas situações, pois divulgar produtos ou serviços é o básico que qualquer empresa precisa fazer para vender. 

Os sites para negócios funcionam como uma vitrine, onde você vai expor os seus produtos, serviços e conhecimento. Sim, este último é tão importante quanto os dois primeiros. As pessoas pesquisam nos motores de busca, como o Google, sobre temas que tenham curiosidade ou soluções para as suas dores.

Uma pesquisa, feita pela Pew Research mostrou que, nos EUA, 82% das pessoas leem avaliações de produtos na internet antes de comprar. Com isso, este número mostra que trabalhar bem a presença do seu negócio no Google é fundamental. 

Com um número cada vez maior de pessoas conectadas à internet, buscando conteúdos para se informar e que tenham poder de influência nas decisões de compra, é necessário criar um site para que usuários e potenciais clientes conheçam seus produtos e serviços.

Se você ainda não está convencido que a sua empresa precisa de um site, separamos alguns dos principais motivos para você abandonar essa ideia. 

Motivos para criar um site para o seu negócio e conquistar espaço no digital

Não estar presente no digital hoje em dia é correr o risco de ser ultrapassado pelos concorrentes, perder oportunidades de negócio e ter menos lucratividade. Não é isso que você quer! Para acabar com as suas dúvidas se investir em um site é realmente algo importante, listamos alguns dos principais motivos. Confira!

Ser encontrado no Google

Se você deseja expandir a sua marca e sair daquela zona geográfica limitada em que a empresa está inserida, a solução é criar um site para o seu negócio. Você pode até achar que o seu público talvez não esteja muito presente na internet (o que é um erro) e por isso, criar um site pode não ser a grande sacada. 

Contudo, estamos aqui para desmistificar isso. Independente do seu nicho, você irá encontrar pessoas na internet que desejam o seu produto ou serviço e nem sabem que a sua empresa existe. Uma forma de alcançar esses usuários é por meio do site, uma vez que ele estará visível para pessoas de qualquer lugar do país e do mundo.

Ganhar autoridade

É por meio do site que você constrói e ganha autoridade. Sabe como? Por meio de conteúdos. Por isso, dentro do site é preciso ter também um blog, onde o usuário terá acesso a informações de seu interesse. É lá que o consumidor poderá encontrar a solução para algum problema ou dúvida que tiver. 

Fazendo conteúdos de qualidade, a empresa demonstrará que tem expertise na área em que está inserida e dessa forma, passará confiança ao seu público.

Expandir o negócio sem aumentar custos fixos

Se você tem a intenção de conquistar mais clientes, você precisa de leads. Entretanto, para gerar leads você precisa de visitantes e para isso, é preciso ter um site. 

Os leads são pessoas que fornecem informações de contato (e-mails, telefone, nome) em troca de alguma oferta de valor (conteúdo rico, ferramenta, avaliação) dentro do seu site. Com isso, são pessoas que demonstraram interesse pelo seu produto ou serviço e podem vir a se tornarem clientes. Basta trabalhar essa base de interessados. Assim, é possível expandir o seu negócio cada vez mais.

Relacionamento com a audiência

As pessoas há muito tempo deixaram de ser apenas o receptor das informações. É perfeitamente normal que elas queiram pesquisar sobre a marca ou empresa e o que ela tem a oferecer. Como já dissemos, muitos consumidores utilizam os motores de busca, como o Google, para saber mais sobre as empresas e encontrar informações que as ajudem a tomar uma decisão. 

É por isso que ter um site é tão importante para a sua empresa se relacionar com a audiência, ou seja, com o seu público. Por meio dos conteúdos, você ajudará o consumidor e este, por sua vez, ficará satisfeito por tê-lo ajudado. 

Aumentar as vendas

Todos esses motivos já citados anteriormente levam ao aumento das vendas. O seu site pode ser consultivo ou self-service. O primeiro é importante para dar um apoio ao vendedor na hora de fechar com o cliente. O segundo, são os e-commerce, onde as pessoas escolhem e compram os produtos que desejam.

Ao invés de vender apenas na loja física, você também pode vender de forma online. Com isso, você aumenta a receita da empresa. 

Ampliação da competitividade

Se você fizer uma busca rápida na internet poderá constatar que muitos dos seus concorrentes já estão presentes no digital. Por isso, você precisa ampliar a competitividade e conquistar o seu espaço na internet. Com um site, você profissionaliza ainda mais o seu trabalho e pode concorrer com grandes marcas no mercado. E se seus concorrentes não estiverem lá, você já sai na frente!

Integração com as mídias sociais

Um dos benefícios de criar um site são as ferramentas que permitem a integração com as mídias sociais. Quando as redes sociais estão conectadas a um site, as chances de conversão são maiores, já que quando bem direcionadas por meio de links, as mídias podem aumentar o tráfego do site com mais eficiência e rapidez.

Conclusão

Estes foram os principais motivos para você criar um site para a sua empresa e se destacar no ambiente digital. Lembre-se que com o número cada vez maior de pessoas conectadas à internet, o seu negócio poderá ter resultados maiores se estiver presente de forma online.

Ficou convencido que você precisa criar um site para o seu negócio, mas não sabe por onde começar? Faça um orçamento com a nossa equipe agora mesmo!

Mostraremos a nossa solução e como você pode ter um site novinho em apenas 21 dias.